EU NÃO SABIA COMO CHOVER

|

10 de julho de 2009

Suspirei uma dor que não é só minha. Lágrimas tímidas teimaram em não chover por não querer amenizar o encanto da chuva que desaguou lá fora. É chuva de céu triste. Como toda vez que me chove, o céu resolve fazer companhia. Mas dessa vez, não o quis acompanhar, não fui forte o suficiente para derramar chuva com a noite. Só suspirei, doendo. Pairava sobre mim um medo de incertezas, de não saber como ou por que. Olhos nus, peito vazio. Eu, nada. E continuava chovendo lá fora.

Adormeci sem sonho. Minha noite seria o vazio do dia e silêncio modorrento se não fosse pela chuva que continuava a escorrer do céu, creio que ontem, o céu chorou demais, pois chorou por mim. Eu não tinha como fazer, não sabia como chover. E meu dia amanheceu cinza, resquícios da noite que fora, trazendo de volta a mim aquela sensação de nada.

Aqui não sei deixar um ponto final e sequer sei botá-los. Fico com as reticências daquilo que pode vir a ter continuidade ou não, permitindo à terceiros que o façam, imaginem. Hoje é sexta-feira e não queria terminar minha semana sem a cor azul que ela não teve, não queria terminar fúnebre.

Não quero terminar chuva.


comentários pelo facebook:

20 comentários:

  1. chuver assim, é sentir, e sentir é mesmo viver...

    ResponderExcluir
  2. Ahh Fê. Tão triste isso tudo. Entendo perfeitamente. Me entendo melhor quando leio voce, sabe?
    Tenta chover um pouco. Faz bem, as vezes.
    Continuo torcendo daqui. Sorte, pra todos nós.
    =*

    ResponderExcluir
  3. aii fe..que triste =///
    não gosto de reticências, elas doem.

    ResponderExcluir
  4. Pois é. Belamente triste.
    E também acho que você deveria deixar chover... pode deixar as coisas melhores.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Vou usar as palavra de Jorge Ben Jor:
    "Pois eu vou fazer uma prece
    Pra Deus, Nosso Senhor
    Pra chuva parar de molhar
    O meu divino amor"

    ResponderExcluir
  6. Tem presente pra vc lah!

    Bjus!

    Vc merece!

    ResponderExcluir
  7. *--* as vezes é bom naum etr reticencias


    bejoos

    ResponderExcluir
  8. Quem sabe não termine em arco-íris?

    Bjo

    ResponderExcluir
  9. Ah me encontro tanto em seus textos. As vezes e melhor deixar escorrer, para não querer fugir e depois que o coração estiver limpo poder se reerguer com muito mais forças.

    ResponderExcluir
  10. Caramba, isso deve ser realmente uma barra pra você, pra qualquer um, mas não sei... Nunca lidei com esse tipo de situação, assim não sei o que desejar, falar, sei lá...

    Mas, bem... =/

    ;**
    Fica bem!

    ResponderExcluir
  11. Reticencias... Adoro isso, dá um ar de suspense, de continuação e até mesmo de final feliz!!

    Que o seu seja assim. Bjinhoss!!

    ResponderExcluir
  12. Também não queria chover essa semana. Hoje, principalmente. Mas não consegui. Desabei logo com esse céu nublado e chuvoso.

    Lindo o novo lay. :)

    ResponderExcluir
  13. Já reparou que depois da chuva vem sempre um sol bem bonito, colorido da companhia do arco-íris?

    Faz chover, moça.
    E vira arco-íris depois.


    Beeeijo
    :*

    ResponderExcluir
  14. "Não quero terminar chuva" : que LINDO isso!
    Paz.

    ResponderExcluir
  15. "o céu chorou demais, pois chorou por mim."
    Lindo isso ! *.*

    ResponderExcluir
  16. Que o sol apareça, e com ele o azul que faltou em tua semana.

    Beijo, querida!

    ResponderExcluir
  17. É difícil ás vezes não ser chuva.
    Lindo blog!

    Beijocas pra ti!

    ResponderExcluir
  18. Eu adoro a musica do Zeca que da vida ao teu blog!
    Gostei do modo como anestesia a mente com palavras, parabens!

    Um Abraco*, da Elo!

    ResponderExcluir
  19. "a tempestade q chega é da cor dos teus olhos..."

    Na verdade nunca nada termina. Sempre fica um pouco pra quando sentimos solidão.

    ResponderExcluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...