icones sociais

sobre o eterno clichê

fim-de-ano

Dois mil e quinze encerrou um ciclo. Não foi um ano bonito, mas foi um ano bom. Terminando o jogo, como está, eu consigo resumir que encerro este ano mais leve — não só no peso, mas na alma. Não foi um ano fácil. Eu vi (e venci) barreiras que não conhecia e, a maioria delas, eram criadas por mim mesma. Como faz para vencer a si? Mas venci. E este ano, encerro um ciclo.

para a moça das miudezas.


Você é uma moça miúda dentro desse corpo grande. Esse teu tamanho todo é fachada, armadura para esconder todo teu passado e todas as cicatrizes. Eu fazia uma ideia, bem diminuta, de que você carregava uma boa bagagem de vida nas costas, mas não fazia ideia do tamanho do mundo que você carrega, nem do tanto de porrada que a vida já te deu.

Instagram