Espero que o fim da tarde venha com você

|

8 de julho de 2016



Ela não pensa duas vezes. Ao entrar no carro, procura aquela música. Dois cliques no touch screen da central multimídia e a música começa a tocar. A melodia invade cada pedacinho do corpo, com uma suavidade gostosa. A garota sorri em silêncio e o riso atinge os olhos, escondidos atrás de lentes escuras.

É fim de tarde. O sol se esconde atrás de uma selva de concreto, O mar segue o ritmo da melodia. Um vai e vem sem pressa alguma. Ela corta o asfalto sem urgência: não há motivos para pressa, visto que não dá para chegar aonde quer. Pé no freio, comedida. Aumenta o volume, até os tímpanos doerem.

A música aumenta o tom, o coração descompassa. Afoito. Pelo celular, ela denuncia o pensamento. Outro sorriso. Lá e cá.  O pensamento voa longe. Sonha acordada. Dois. Lado a lado, aqui ou lá. Ouvindo mesma música, olhando para o mesmo sol. Sentindo a melodia invadir cada pedacinho do corpo, com uma suavidade gostosa. Rindo em silêncio...

O riso cai no colo e ela segura. Quatro minutos e meio.


comentários pelo facebook:

4 comentários:

  1. Que texto mais gostoso MF!
    E meio que encaixou ao que escrevi hoje. Esse "pé no freio" é algo que entendo bem, inclusive estou com os dois, na ilusão de isso impedir algum tombo feio.

    Sobre a trilha sonora: Adam <3

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Aunwww, esse texto dá uma sensação de liberdade.De poder ser quem quiser após um longo período díficil :)
    Amei muito.Parabéns pelas bonitas palavras :)
    beeijão ^^


    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ouvi a música aqui. Texto que sopra melodia em nós. Leveza e amor, pureza e tato. Tens sensibilidade, encanto. Você arrasa Fê. Sua linda!

    ps: atualizei o blog. haha finalmente. Me visita lá. <3

    ResponderExcluir