Estranho seria se eu não me apaixonasse por você

|

28 de março de 2017


Eu já vou começar dizendo que, desde o dia que te conheci, já sonho em te ver entrando de noiva numa igreja, numa praia ou, apenas, em um pequeno corredor de gente feliz que torce pela nossa história. Eu sabia que você seria especial. Só não imaginava que saber disso era só o começo.
Descobrir suas manias, seus defeitos. Viver sob os teus cuidados e, no teu colo, ser cuidado. E cuidar, acima de tudo. Todo dia, uma emoção diferente. Todas as noites, uma emoção diferente. Já me acostumei a ver o amor vencer, toda hora. Sempre.

Muitas vezes, a gente se chateia um com o outro. Nos perdemos em discussões bobas. No ciúme bobo. Mas, nos encontramos com o amor e o amor nos guia de volta pra que a gente se encontre. De novo. Vejo você crescendo, junto com o nosso amor. Eu, cresço também. Aprendendo uma lição nova de vida que você, sem querer, toma nota com um sorriso. Juntos, somos fortalecidos pelo sentimento que dedicamos.

O coração bate forte.

As pernas ficam bambas ainda hoje, mesmo depois de tanto tempo. Borboletas no estômago que encontraram um jardim no nosso amor, e foram ficando, ficando... Sinto elas ainda presentes em nossas vidas, em constante primavera. Porque flores, meu amor, sabemos cultivar dentro de nós. Semeando com amor e carinho a história que estamos construindo. “Estranho já me sinto como um velho amigo teu”, de outras vidas. De outros cantos.

Só foi o tempo de te encontrar agora para a chama reascender. Só foi você aparecer, com teu sorriso e doçura. Com a tua voz mansa e beijo quente. Me apaixonei. E continuo me apaixonando. Me apaixono até quando acredito que não tem mais motivos para eu me apaixonar ainda mais. Você se supera. Me derreto. E quero abraçar tudo que te envolve. Te beijar além da boca, a alma. Tocar-te por dentro.

Faz tão pouco tempo e já temos tantas histórias pra contar pros nossos filhos. É, quem sabe teremos filhos. Netos. Uma vida inteira pela frente. Sonhar com você, parece não ser arriscado. E, se for, que frio na barriga gostoso eu sinto.

Sinto, também, a paz que consome meu dia ao saber que carrego no peito a lembrança de alguém que quer ficar. Que faz questão de ser presente. Nos dois sentidos que a palavra sugere. E faz tão pouco tempo e já temos esse sentimento tão grande pra engrandecer ainda mais com as nossas lutas diárias. Que ficam mais leves por termos um ao outro. Ficam até mais fáceis de vencê-las.

Estranho seria se eu não me apaixonasse pelo que você é. Estranho seria se eu não encantasse pela tua alma. Que, ainda por cima, transcende em beleza externa. Estranho seria se eu não me apaixonasse por você. Estranho seria meus dias sem você.


EDGARD ABBEHUSEN.
Baiano cá do Recôncavo. Vizinho de Edson Gomes, Sine Calmon, fã de Dona Canô e dos filhos que ela deixou no mundo. Aspirante a jornalista e sonhador de um mundo melhor. Tenho axé correndo no sangue. Amor no coração. E entre acarajé e Sushi, eu fico com os dois.
MEDIUMFANPAGE | INSTAGRAM

comentários pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário