icones sociais

O MELHOR DOS REMÉDIOS

mafe-probst

Ontem eu descobri que diálogo é o melhor dos remédios.

Eu sempre fui boa em segurar as pontas sozinhas, sempre fui ótima em interiorizar tudo e escrevia só para não surtar. Foi por isso que comecei a escrever: para não guardar tudo de uma só vez, sabe? Eu escrevia por mim e para mim e tudo bem. Não fazia muita questão de fazer sentido. Se me aliviasse, que fosse um pouco, já me bastava. Mas a vida não pode se resumir à palavras num papel, sabe? Às vezes – quase sempre – é preciso sentir-se ouvido: seja numa conversa com a terapeuta, seja numa conversa bem franca com quem quer que se precise conversar.

Instagram