icones sociais

É um vazio tão cheio

laura-aquino

Desde que você se foi descobri o vazio mais cheio que já vi. É que eu tô cheia de saudade, de falta, de ausência. Cheia de vontade te encontrar, saber se você tá bem. Se ainda se lembra de nós. Transbordo por saber que fizemos o que tinha de ser feito, estávamos no limite de nos machucar. Precisávamos fazer mais por nós, mesmo que esse nós implicasse em nos separar.

Não tem uma noite sequer em que você não me visite em sonho ou insônia. E durante o dia, se escuto alguma música, lá está você. Onde está o seu 'bom dia' às 11:00? E nosso 'boa noite' às 00:30 — que é pra eu dormir para acordar cedo no dia seguinte? Eu tô cheia. Cheia de não ir parar na sua cama depois das cervejas e de virar a noite conversando. Cheia de não te ter, porque a vida, sei lá, quis que estivéssemos em momentos diferentes...

E aí eu fico aqui só escrevendo sobre você, sobre nós, sobre a vontade que eu tenho de te abraçar, de papear contigo. A gente nem precisa voltar, não agora, porque eu estou com cicatrizes suficientes pra cuidar e você também deve ter os seus motivos. Mas vem cá, 'cê já sabe que se me der na telha eu mando mensagem sexta-feira à noite te lembrando o quanto sinto sua falta — quando 'cê sentir vontade, mande também, ok?

É que quando eu saí do seu apartamento e esperava o elevador chegar, naquela última vez que nos vimos, eu lembrei que, enquanto você me olhava pela porta, eu vi um pedaço meu ficando com você. E sozinha não vou recuperar. Primeiro que nem quero, ele é seu. Todo seu. Que é para você se lembrar que eu tô aqui (e sempre estarei!). Segundo que eu em paz com esse vazio que é tão cheio. O saldo no final do papel é de que, na maioria das vezes que penso em você, eu me sinto em paz. E isso é suficiente.

Por ora.





Comentários

Instagram