icones sociais

EM FORMA DE ABRAÇO


Às vezes a vida aperta tanto que dá vontade de descer do trem. Dá vontade de pedir pra parar no próximo ponto e largar a viagem. Há vezes em que a vida pesa mais do que a gente acha que pode aguentar. E a gente se cobra porque tem que aguentar, a gente se culpa por não suportar. A gente cultiva os pensamentos sabotadores que fazem com que busquemos sempre a nossa própria perfeição, mesmo sabendo dos nossos inúmeros defeitos.

Mas sabe, tudo bem não estar bem sempre. Tudo bem querer esmurrar a parede e socar o travesseiro até não aguentar. Tudo bem não dar conta de tudo. Sim, está tudo bem em não dar conta. Você não nasceu precisando segurar o mundo nos braços.

Eu sei que cansa, sei que dói, sei que a gente chora e acha que não vai conseguir prosseguir dando os próximos passos. Sei que por vezes a gente olha pros céus como quem pede uma resposta e suplica “Por favor, me ajuda!”. Sei também que em vários momentos a gente acaba se cobrando demais, insistindo demais, se machucando demais. É aquela velha história de querer calçar um sapato um número menor...não serve, aperta, abre feridas e faz sangrar.

Sei que por vezes as notas nos determinam, que as pessoas nos julgam, que o trabalho não foi bem feito. Sei que na maioria das vezes acabamos sendo arredondados para meros números abaixo da média enquanto nos esforçamos na tentativa de um oito. O suor, o cansaço e as lágrimas parecem não entrar no merecimento.

É que às vezes a gente chove quando há sol. Outras fazemos frio enquanto a cidade toda aproveita o calor. Parece que sorrir já não faz mais parte dos nossos dias porque poxa, que dias exaustivos! Não parece haver espaço pra descanso e reencontro da alma.

Tudo bem abrir mão aqui, dizer um não lá. Tudo bem não comparecer a reunião ou aquele jantar há tanto marcado. Tudo bem virar pra si enquanto o mundo lá fora permanece um caos. Está tudo bem deixar as coisas de lado pra se reencontrar, pra esmurrar uns muros e socar alguns travesseiros.
Tudo bem ser você, se abraçar de vez em sempre e assumir que a perfeição não é pra estar presente.



Instagram