SOL EM LEÃO

|

22 de março de 2018


Não há nada melhor para a pele do que ser considerado um pouquinho nocivo a alguém. Parece maldade admitir, mas depois de tantas indiferenças, rejeições e esquecimentos, um pouco de frio na barriga alheia faz bem para o ego ou para a alma. Temos maiores efeitos sobre algumas pessoas e é difícil não estarmos cientes disso. 

A respiração, a temperatura e o equilíbrio mudam de imediato na nossa presença. É comum que essas pessoas se sintam atraídas por nós e nós, pelo efeito que provocamos nelas, não necessariamente por elas. Desajuste atrai mais que magnetismo. Relações em que exercemos poder também atraem, não me leve a mal. Poder não significa abuso.

Ser visto por outros olhos como quem rouba doces ou até um coração chega a ser lisonjeiro. A gente acaba se enxergando de outra forma e uma boa autoestima é fundamental. Que me perdoem os feios, ou melhor, os que se veem dessa forma. 

Bom é fazer um pouquinho de mal quando não se tem a intenção. É sorrir e sentir que aquele sorriso doeu em alguém por ser algo distante. É olhar e perceber que arrepiou todo o corpo de quem se julgava invisível. Bom é ter sangue quente, tirar o sono e a concentração. É ser ladrão de palavras e, quem sabe, de fôlego. Bom é ser apimentado, porque pimenta nos olhos dos outros é refresco. Melhor ainda é castigar um pouquinho quem o teve e depois o deixou partir, porque de todos os desaforos do mundo, ainda não inventaram um maior do que o de ser considerado inofensivo.



comentários pelo facebook:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...