icones sociais

TALVEZ VOCÊ TENHA ESCUTADO, TALVEZ NÃO

Para ler ouvindo Demons – Imagine Dragons 

Talvez você esperasse que eu aparecesse ontem, talvez não. Assim que deu meia noite eu rezei por você, para que seu novo ciclo te trouxesse felicidade, harmonia, sonhos e conquistas. Desejei que sentisse meu abraço apertado ao te enviar meu amor em forma de pensamento.

Almejei que quisesse ouvir minha voz em áudio ou vídeo, como tantas vezes me pediu para enviar. Para que percebesse ao tremular da minha voz que te quero bem – mas também te quero longe. Por isso, ao finalizar a prece, pedi que você me esquecesse por completo – sério, sem nenhuma memoriazinha minha para que, talvez, daqui isso também funcione.

Talvez eu quisesse que não fosse apenas através da prece, mas sim olho no olho, talvez não. É que no meu peito apertado por não te ter, não te enviar uma mensagem, ou flores com uma cesta de happy hour (você aproveitaria mais, porque de manhã poderíamos ir à padaria e você escolher um, entre todas as opções de pães), me lembrei do vazio que tenho sentido – abracei a solidão.

Talvez eu quisesse não ter te amado como te amei e nem ter te conhecido, talvez sim. Foi você que me fez sentir tudo isso o que chamo de amor. Eu te amei, por favor, me poupe o descaso de não acreditar.

Talvez no teu próximo aniversário eu envie uma mensagem, talvez não. Porque ao escrever “teu” lembrei que me diria “você não fala teu, fala seu”, eu já me desmancharia porque me conhece – no pequeno. E por mais que eu tenha mudado muitas coisas, nos detalhes, permaneço.

Talvez esse amor dure até o meu último respirar, talvez não. Já não tenho mais certeza de nada, e não faço mais tantos “por quês”. O não saber já não me assusta, o não ter respostas imediatas não me constrange – mas não entender sua partida ainda dói.

Talvez no meio de tantos talvez, a gente se esbarre no meio da multidão, talvez não. Quando acordei essa manhã, lembrei de você e ao pensar em amor, roguei ao meu anjo da guarda que eu pare de pensar em ‘buni’. Hoje mais uma vez lhe disse adeus, talvez você tenha escutado, talvez não.




Instagram