PARA LER QUANDO O CORAÇÃO DOER

|

13 de abril de 2018


Sei que nenhuma dessas palavras vai fazer sentido agora, mas, na verdade, nada vai fazer sentido durante alguns dias. Sei que você vai chorar até se inundar. Vai se questionar porque, vai querer saber o porquê, mas não vai encontrar. O travesseiro vai se tornar o seu melhor amigo. O chuveiro vai servir de escape para os momentos que a dor quiser extravasar. Você vai chover tanto e vai achar que o tempo passa bem mais devagar quando ele tem a função de curar.

E quando o tempo começar a passar você vai perceber que ele não cura tanto assim, mas ele ameniza. Ameniza toda a sua dor que hoje paralisa todos os membros do teu corpo te fazendo querer desistir da vida, desistir de prosseguir. Mas você vai continuar caminhando, porque o teu trilho é um dos mais belos da vida e você, assim como eu, sabe que ele precisa ser desfrutado.

Por um tempo indeterminado os dias serão cinzas, e tudo bem. Você não sentirá vontade de se arrumar, nem de se maquiar, de olhar no espelho, muito menos de receber pessoas. Você vai querer somente a sua companhia, e tudo bem. Porque você é o escape da sua própria dor e ela só vai embora depois de você senti-la.

É bem verdade que durante um longo período você vai se sentir anestesiada pra todo o exterior. Nada parecerá te afetar, nada te fará rir, nem te tirará do sério, muito menos será capaz de despertar em ti aquele brilho incrível no olhar, mas sabe...tá tudo bem.

Tá tudo bem porque essa dor é sua e só você pode lidar com ela. E tá tudo bem em não responder por dias, se isolar por semanas, se virar do avesso todo fim de expediente tentando encontrar respostas para essas perguntas intermináveis na sua cabeça. Tá tudo bem você reviver o passado e se agarrar nas lembranças. Deixe-as vivas em você, pois as lembranças são a comprovação de tudo aquilo que você viveu e de tudo aquilo que te completou e te fez sorrir por dias.

Mas se você não aguentar sozinha...grite! Grite o mais alto que puder que há um universo inteiro pronto para te acolher. Há pessoas para te abraçar, amores para te amar, amizades para te receber de braços abertos. Há toda uma preocupação com você que ficou aqui, que ficou aqui remoendo a dor de uma partida tão prematura.

Sei que essa dor de hoje irá se repetir por dias intermináveis na sua vida. Sei que você vai enfiar a cabeça entre os joelhos pra abafar o choro que insiste em fazer presença. Mas eu sei também que você se construiu forte na presença dela e, muito mais ainda, na partida dela.

Mas no fundo essa dor tem gosto adocicado, temperado com a saudade de uma vida inteira que passaram juntas.


comentários pelo facebook:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...