icones sociais

PASSEI EVITAR CERTOS SENTIMENTOS


Eu relutei a escrever sobre você porque todas as outras coisas me pareciam mais importantes. Não entenda mal, é que eu passei a evitar certos sentimentos com medo de sofrer. Infelizmente a gente tem dessa, por conta de determinadas situações nos privamos de experiências futuras que poderiam nos mostrar justamente o contrário.

Tentei me afastar e manter segura quanto a esse sentimento. Que eu te amo é bem verdade, mas tentei colocar esse amor como segundo plano para que a tua partida não me fizesse parar por alguns dias na minha trajetória. Superar é difícil. E no passado foi tão mais difícil que eu me entreguei por alguns meses à fase de reciclagem – eu não sabia o que fazer com aquele amor que tanto foi e precisou deixar de ser.


Eu sei que é injusto te falar essas coisas, sei que as pessoas são diferentes e as experiências são mais ainda. Sei que cada passo nosso é de encontro ao nosso próprio crescimento, mesmo com os tropeços. Mas, cá entre nós, ninguém gosta de errar duas vezes, ainda mais quando o tropeço causa mais feridas do que um simples joelho ralado.

Além do joelho, o coração ralou. Ralou tanto que não encontrou – por dias - maneira de se reconstruir, doeu tanto que a lembrança ficou dolorida, com marca de navalhas no fundo da alma. E sabe, eu não gostaria que a sua lembrança fosse dolorida.

Na verdade eu tenho é dificuldade de acreditar nesses finais felizes que fomos condicionados a aceitar. Não sei o que é pra sempre, não sei nem o que é futuro. Mas eu sei do presente e, nesse presente, você está. É que eu tenho uma vontade tão grande de fazer com que esse presente seja da mesma forma em todos os presentes que eu me confundo no conceito de pra sempre...seria isso? Querer você pra sempre seria querer você o suficiente como eu quero?

É que sabe, dói tanto a despedida que me economizei nos cumprimentos. Quero te fazer ficar, mas não quero que tenhas a obrigação de ficar. Te quero perto, mas não quero deixar que você perceba que esse perto é o provedor de sorrisos. Eu te quero sempre meu, mas eu tenho medo que o meu querer te faça partir.

E entre tantos os medos eu me confesso. Confesso porque parece que todos os outros assuntos já não são mais tão importantes assim quando comparados a você. Confesso porque já não faz mais sentido dar vida à outras palavras enquanto o que eu mais quero, na verdade, é dar vida eterna a esse amor que cresce dentro de mim.

Instagram