icones sociais

TUDO É QUESTÃO DE ESCOLHA


Eu estou pensando aqui sobre o amor, sobre paciência para com o outro, sobre capacidade de perdoar e notei que temos isso muito fácil no âmbito familiar. E me pergunto: será que isso tudo só acontece com a família por conta da convivência? Por que é sangue do mesmo sangue? Não sei, seria tão melhor o mundo se pudéssemos tratar uns aos outros como família, se o amor, a paciência, o cuidado, o perdão não viesse por questão sanguínea, nem pela convivência, mas que viesse simplesmente da decisão de ser humano para com o outro.

Tudo é questão de escolha.

Veja só, se eu brigo com meu irmão e logo estamos de boa não é pelo fato dele ser meu irmão, ter meu sangue conviver o tempo inteiro comigo, mas porque eu quero ele comigo o resto da vida, independente de discussões que aconteçam. Se eu sou assim, com meu irmão por que não posso tratar da mesma maneira o meu vizinhos do andar de cima? O colega de classe? A moça que trabalha comigo? Por que somos tão fácies de descartar pessoas, ou de nem buscar conhecer, porque nem me interessa? Por que deixamos amizade de anos se perder em uma briguinha boba? Só porque ela não é do nosso sangue?! Você não a ama porque não decide amá-la independente do erro. Por que os relacionamentos chegam ao fim, quando ambos poderiam se decidir por amar até o fim da vida?

Amor, cuidado, perdão são coisas que deviam caminhar juntas. Sejamos mais tolerantes uns com os outros, pessoas toxicas existem sim eu sei, mas o mundo não precisa ser tóxico se você for amor.

Distribua sorrisos e vontades, permita conhecer e decida por permanência. Se colocar no lugar do outro ajuda, pelo menos comigo. Eu prometo que tudo fica mais leve com perdão, porque não tenta?


Instagram