icones sociais

Fragmentos de uma vida


um plural de Danielly Martins e Re Vieira

Tudo na vida tem sua hora e momento de acontecer, não adianta apressar as coisas. Atropelar momentos acaba fazendo você pular etapas e assim perder de aproveitar fases extremamente importantes na vida.

O feeling nos prende em uma bolha de segundos, que nos conecta a uma sensação que, por muitas vezes, é tão boa, que não dá vontade de viver nada fora daquilo. Mas a vida não é uma bolha, e devemos absorver tanto as horas boas como as ruins. Isso é aprendizado.

Conforme as coisas vão acontecendo, nossa vida se torna um somatório de momentos. Pergunto: de que vale a vida se você não tiver histórias pra contar? Viver é isso, escrever uma página por dia, é chegar no amanhã com fardo de bons ou ruins momentos, mas que contam a sua história.

Nas vida as páginas podem ser escritas sem que você precise viajar o mundo, sem que precise ter muitos amigos, sem que conheça muita gente. Uma história bem escrita é aquela que faz evidência do mínimo, que torna o pouco grandiosos. É valorizar o pouco que lhe é ofertado pela vida a cada dia.

A essência da vida se esconde no agora. Nem sempre notamos porque estamos ocupados demais em viver na adrenalina de uma promoção salarial, na DR infinita com o namorado porque não concordam com a cor das paredes do quarto. Em andarmos com pressa demais para notar o quanto o céu está convidativo para nos perdermos por aí em meio a um parque aleatório, com uma companhia boa, dividindo uma velha toalha de mesa que venha a forrar o chão, algumas torradas, chocolate, frutas e algo para se beber.

Sim, estou descrevendo um piquenique, esse que raramente estamos prontos a fazer porque o tique-taque do relógio sempre tem mais pressa que nossas próprias vontades. Pecamos exatamente por viver errado, enquanto "fingimos" estar fazendo o certo e novamente a vida volta ao pó, sem sequer nos darmos conta de que fomos nós quem sufocamos a essência de verdadeiramente existir.

Tire a vida pra dançar, ouça a canção que ela vem cantarolando pra você, não deixe os excessos de "vazios" te consumir e verá que não existe limites além dos que você se propõe a colocar. Aprenda com o não óbvio, não seja previsível, mude suas rotas, suas escolhas.

Viva um dia de cada vez, mas não apenas "viva", tem que ser intenso pra ser diferente e só o diferente consegue te tirar da zona de conforto.

Comentários

Instagram