VOCÊ SOBREVIVE A UM NÃO

|

14 de junho de 2018


A gente nem acredita quando se depara com a possibilidade de falhar, bate um desespero, talvez uma sensação de impotência. Somos falhos por natureza, somos humanos e errar faz parte do viver cada dia. Mas como você reage a isso? Como sua cabeça fica ao encarar esse desafio diário que é aprender com esses mesmos erros?

“Uma porta se fecha, uma janela se abre”, já dizia o ditado, mas na maioria das vezes a gente se apega mais a porta fechada, em tentar destrancá-la, chama o chaveiro, chuta, bate, machuca o pé, fere o ego e a janela está logo ali, aberta, basta um olhar diferente, talvez buscar um melhor ângulo e observar novos horizontes. Já parou pra pensar quanto tempo você já perdeu tentando destrancar a porta?

Pare e reflita: a maturidade com a qual você reage a um não te faz uma pessoa melhor para receber um sim! A gente precisa abrir a visão, e falo por mim mesma, aprendi a viver meu tempo, correr minha própria maratona e entender que, em alguns momentos da vida, percorrer o caminho é mais importante que vencer a corrida.

A gente sobrevive a um não, podemos ultrapassar barreiras por meio das janelas as invés de concentrar energia na fechadura da porta. E no final de cada ciclo você compreende que se tornou uma pessoa melhor, mais segura de si, muito mais forte para os “NÃOS” que virão e com a maturidade necessária para lidar com suas escolhas.

comentários pelo facebook:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...