icones sociais

Mulher que bebe é feio


Sim, mulher que bebe é muito feio. Concordo plenamente. Não fica nada bonito posar com os cantos dos lábios borrados de batom, após encontros consecutivos com o copo. O resultado não é lá muito agradável. Por isso, sempre que eu saio para beber, levo uma amiga ao lado ou um espelho na bolsa. Não que eu vá dar muita importância aos retoques depois de algumas doses de vodka, mas gosto de me sentir prevenida caso encontre um babaca cuspindo por aí que "mulher que bebe é feio". Vou limpar o borrado com um guardanapo, pintar os lábios novamente e continuar linda. Não antes de pedir outra dose, certamente.

Dizem que beleza é um conceito particular. Eu, particularmente, acho bonito é a mulher que sabe ser dona de si. Que decide a roupa que vai usar, o lugar que vai frequentar e se sente segura na hora de fazer o seu pedido, seja ele um suco de laranja ou um conhaque. Bonita é a mulher que não se intimida com os discursos que tentam oprimir. Que vai pedir água com gás ou pinga com limão — a depender unicamente da sua vontade. Porque ela não precisa ser dama na mesa, nem em lugar algum. Ela só precisa ser ela, e ponto.

Dizem que gosto é algo pessoal. Eu, pessoalmente, sou dessas que gostam mais de cerveja do que de muita gente. Dessas que adoram uma mesa de boteco e só costumam ir embora depois da terceira ‘saideira’. Que vivem prometendo dieta, mas não resistem a uma boa farofa de torresmo acompanhada por uma gelada. Que vão passar horas com os amigos rindo de piadas infantis, chorando o salário atrasado, trocando dicas de seriados ou discutindo coisas sobre o Planalto Central, também magia e meditação — e desce mais uma. Que vão brincar com o garçom e sair de lá deixando um amigo de infância.

Porque feio mesmo é o ideal retrógrado que tenta nos limitar. É o pensamento caduco de que o lugar feminino naturalmente é no recato do lar. De que roupas, ou maquiagens, ou copos, ou comportamentos são escala de medida do nosso valor. Se você, minha amiga, acredita nessa bobagem sobre cuidar do seu jardim para atrair borboletas, lembre-se de que, no fim, se você precisou podar uma flor que amava para manter alguém por perto, esse alguém não vale a pena. E se você, meu amigo, continua achando que mulher que bebe é feio, eu tenho uma boa notícia: sou eu que vou pagar a minha conta depois da última ‘saideira’. E retocar o meu batom, apenas se eu quiser.




foto: @justnjames | edição: @mafeprobst

Comentários

Instagram