icones sociais

Questão de tempo

Ele é engraçado. Faz com que percamos a paciência, fiquemos ansiosos e com a respiração ofegante sem saber o que está por vir.

Por vezes nos fez triste, sem entender ao certo o porquê dos acontecimentos e demorou pra chegar, ou quem sabe para ir embora.

Ele fez com que crescêssemos e passássemos a enxergar a vida por outras perspectivas e outros olhares. Nos tornou mais sensíveis, mais delicados, mais seres humanos. Nos fez entender que a vida é cheia de incertos e dúvidas que fazem com que os dias fiquem cada vez melhores, ou quem sabe piores, depende do que fazemos com aquilo que chega até nós.

O fato é que gostando ou não ele chega e vai a toda hora, mas há quem diga que ele sempre se faz presente, até porque ele é o presente. Ele é o futuro e é o passado também. É ele que faz com que as nossas percepções mudem conforme o momento, porque é ele quem forma o momento.

E por mais que há quem não goste, o tempo vive nos pregando peças, trazendo passados à tona, presentes difíceis e futuros duvidosos. Ele insiste em fazer com que o pensamento de perca e ganho entre em atrito constantemente. Afinal, estamos ganhando ou perdendo tempo?

E quando o passado vem à tona e se torna presente, a mente entra em colapso por não compreender o que o tempo tem preparado para nós, ou nós que não aproveitamos o tempo?

A dúvida insiste em rodar as nossas mentes e, sem entender, prosseguimos na esperança de estar fazendo o certo com as possibilidades alcançadas no presente. Mas ele sempre está ali para nos lembrar que as oportunidades passam e que, apesar de sempre estar, ele não volta mais.

Não volta porque precisamos aprender a viver na constância e na alternância de momentos. Não volta porque ele tem um único objetivo: nos tornar fortes. Mesmo indo depressa ou parando e se arrastando volta e meia, ele quer que fiquemos forte e que cresçamos com o seu passar.

Comentários

Instagram