icones sociais

Gosto de ouvir o caos


Gosto de ouvir música.

Vira e mexe estou escolhendo trilha sonora: para tomar banho, para cozinhar, para dirigir, para escrever, para passar o tempo. Estou sempre ali; procurando algum som que case com o momento. Canto junto, faço coreografia, absorvo o tom. Eu gosto muito de ouvir música. Gosto de absorver a melodia – algumas me deixando em constante estado de euforia, outras deixando um punhado de paz.

Gosto de ouvir os detalhes.

O batuque que as ondas fazem no mar ou quando lambem a areia; o cricrilar de uma noite de verão; o som de uma champanhe estourando; o barulho que faz quando a borracha risca o asfalto molhado. Gosto de ouvir a chuva caindo, dos pássaros cantando. Gosto de ouvir o vento brincando com as folhas das árvores e adoro ouvir os suspiros quando a lua acorda imponente e alaranjada, se equilibrando num horizonte escuro.

Gosto de ouvir o caos.

As crianças falando todas ao mesmo num pátio de escola; os gritos estridentes das meninas eufóricas; os xingamentos comedidos dos moleques que jogam bola. Gosto do barulho que a bola faz quando quica. Gosto de ouvir os talheres tilintando nos pratos em restaurantes cheios ou almoços de domingo; gosto do barulho que o vinho faz no fundo da taça vazia; gosto do chiado da panela de pressão. Tudo junto ao mesmo tempo. Gosto da gargalhada entre amigos; do barulho incessante das pessoas falando todas juntas, tentando matar saudades.

Gosto de ouvir. Eu procuro prestar atenção em tudo o tempo todo.

E morro de medo de, sabe lá, ficar somente com o som do silêncio.


nota: Sempre soube que tinha uma perda auditiva no ouvido esquerdo, desde novinha. Nos últimos tempos, percebi algumas dificuldades na audição e resolvo verificar, como quem não quer nada, só para constatações (vai que fosse excesso de cera?). Descobri que a perda leve, está moderada pra severa. No lado esquerdo já tenho dificuldade de escutar as frequências de volume normal de voz, por exemplo. Uma deficienciazinha que necessita do uso de aparelhos. É, pois é. Hoje, 5/9, farei o primeiro teste. É um misto de curiosidade e incredulidade. Sei que não é nada grave, sei que tudo é remediável, mas ainda assim gera desconforto e algumas lágrimas idiotas. Me descobri num novo mundo e pretendo contar um pouco dessa nova experiência. Perdoem o mimimi e não desistam de mim ♥

Comentários

Instagram