icones sociais

Respeito o teu momento


Sempre fui uma pessoa demasiado bagunçada, um tanto indecisa, outro tanto intensa demais. Estimei, desde que me entendo por gente, alcançar o céu. Abraçar o céu. E sentir toda a magia de voar. Embora, tão minha que sou, almejei – desde que me entendo romântica – um par para compartilhar a vida.

Pelo caminho, minha bagunça ficou mais desordenada com algumas chegadas. Sobretudo, nas partidas onde tive de separar o que ficava e o que ia embora. Nunca foi fácil, tampouco leve. Alguns momentos doeram mais que os outros. E o resultado disso tudo são marcas n’alma que carrego todos os dias. Rastros estes que não permanecem apenas por que não tenho vontade de que vão embora, muito pelo contrário, é mais sobre lembrar-me por onde passei e os caminhos que não desejo mais trilhar.

A verdade mesmo é que não estava pronta para mais uma temporada curta, de alguém visitando meu jardim praticamente em ordem. Mesmo assim, abri meu peito a um momento de vulnerabilidade, permiti que tu entrasses e se fizesses presente. Senti em ti que havia voltado ao lar. Nas cartas que te escrevi e mandei, mostrei o que há dentro do peito. O que faz pulsar por aqui.

E essas cicatrizes, meu bem, não mudam os fatos sobre nós. Esperei que o tempo, caminhando devagar, pudesse nos mostrar o mundo, unido em nós. Contudo, o ‘agora vai’, partiu. Assim. Sem mais delongas...

É que o caminho, pra mim, é muito precioso.
E mesmo desejosa de apreciá-lo ao lado seu, respeito o teu momento agora – e pra sempre.


Comentários

Instagram