icones sociais

Efeito borboleta


Aqueles conceitos ficaram martelando na minha cabeça. Sim, ficaram. Durante algum tempo tentei com que aquilo fizesse algum sentido para mim, mas não deu... O bendito efeito borboleta dentro da teoria do caos me foi apresentado há muitos anos atrás, numa aula-palestra cuja matéria não sou capaz de recordar agora. Como assim, o bater de asas de uma borboleta bem aqui poderia desencadear fenômenos meteorológicos do outro lado do mundo? Como assim, acontecimentos milimétricos poderiam gerar consequências tão grandiosas, avassaladoras e imprevisíveis?

“Ora, algo relacionado com a teoria do caos e a dependência sensível entre as coisas, para ser bem resumido”, disse o palestrante naquela ocasião.

Adormeci o assunto cá dentro por muito, muito tempo... até que a maturidade me descortinou e, sim, aceito agora que as coisas, pessoas, acontecimentos, fatos, lugares, energias, estão sim conectados, entrelaçados, muito mais do gostaríamos, muito além do que nossos olhos podem ver ou do que podemos explicar pela razão. Este emaranhado de sentimentos, relações e conexões, tudo faz parte de uma grande engrenagem. É a roda da vida em pleno funcionamento. Somo causa e consequência o tempo todo. Semente e colheita.

Não somos seres tão independentes como achamos que somos. Somos parte de um quebra-cabeça maior, infinito até, arriscaria dizer. Pessoas que entram em nossas vidas, que cruzam nosso caminho, mesmo que por breves instantes, deixam ali suas marcas tatuadas eternamente e vice-versa. Acontecimentos que são grandes divisores de águas em nossa jornada. Não estamos imunes ao que passa ao nosso redor. Influenciamos e somos influenciados a todo instante nesta grande teia chamada vida, que está sendo tecida sem parar um instante sequer.

Grande parte das vezes nossa felicidade e capacidade de sorrir e fluir estão muito atreladas à presença das pessoas que amamos por perto. Desejamos que nossos queridos estejam bem para estarmos tranquilos e serenos também.

Enxergo a vida agora como um grande palco, encenando diariamente a maior demonstração prática do efeito borboleta e teoria do caos bem na nossa frente: nossas vidas e bem-estar dependendo do bater de asas de uma porção de borboletinhas queridas para se concretizar. Sem a saúde daqueles que amamos, sem a presença de nossos amigos, sem o sentido do nosso trabalho, sem o carinho daqueles que gostamos, sem o afeto da nossa minha família, nossa existência estaria fadada à tristeza e melancolia.

Uma pequenina mudança no início de um evento qualquer pode trazer consequências enormes e absolutamente desconhecidas lá na frente, podendo gerar até caos. Conhecem algo mais caótico, imprevisível e enigmático do que a própria vida? Uma verdadeira caixinha de surpresas, que não vem com manual de instruções nem tutorial de usuário. Vamos aprendendo a viver na marra mesmo, com os tropeços que damos e com as portas que se fecham diante de nós.

Como as asinhas de uma borboleta tem o poder de provocar até furacões do outro lado do globo, toda a energia que nos cerca é sim capaz de nos afetar, de forma positiva ou negativa. E nós também somos tal energia, e podemos fazer o bem ou o mal à nossa volta, dependendo de nossas escolhas e atitudes.

Portanto, torço muito para que nossas asas batam sempre num bom compasso e que voemos sempre em direção ao rumo certo, para evitarmos espalhar tufões e tsunamis por aí. E, se fizermos algo que gerará consequências grandiosas lá na frente, que sejam grandes feitos como amores sublimes, amizades para a vida toda, paixões que nos façam flutuar e um legado que nos faça olhar para trás e ter orgulho de termos sido quem fomos.


Comentários

Instagram