icones sociais

conto de fadas atual

Era uma vez um garoto companheiro, querido e humilde. Esse garoto dizia ser perdidamente apaixonado por uma garota. Ela, por sua vez, era querida, companheira e humilde também. Um dia, a garota por vontade própria, ou burrice - talvez - resolveu soltar as mãos do garoto e mostrar pro mundo que era capaz de dar seus passos sozinha...

Era uma vez uma garota que aprendeu a andar sozinha. Essa garota, que dizia não gostar mais do garoto, sente falta do apoio e da força dele em estradas mais íngremes e defeituosas. Sim, essa garota não só foi, como ainda é encantada por esse garoto.

Era uma vez um garoto que se tornou arrogante e metido. Ele diz nunca ter sentido amor por essa tal garota. Ele aprendeu a andar sozinho e tem pessoas que o ajudam e o idolatram.

Era uma vez um garoto humilde e uma garota companheira que, um dia, foram felizes para sempre.

Comentários

  1. Se parece muito com uma das minhas histórias de amor baseadas em fatos reais... só que consegui seguir sem o garoto [o meu] e deixá-lo seguir sem mim, recordando apenas de alguns momentos eternos em pequenos lápsos de memória.
    BJKS!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, eu conheço essa história! hehehe.
    Um bjo linda!!

    ResponderExcluir
  3. Essa história me é familiar!
    Bjos Fê

    ResponderExcluir
  4. Acho que esse conto de fadas ta sendo cada vez mais comum, mas se no fim tudo acaba bem, então tudo bem... =)

    bjos

    ResponderExcluir
  5. Ah...existe muita coisa depois do "felizes para sempre"... Bjos

    ResponderExcluir
  6. Se soubéssemos todas as conseqüências de nossas escolhas, não? C'est la vie!

    ResponderExcluir
  7. Conheço uma história que é igual, com inversão dos papéis principais somente.

    Não deixa de ser uma merda né?

    :)

    ResponderExcluir
  8. Histórias das nossas vidas, adorei =**

    ResponderExcluir
  9. aaai que triste!

    mas o jeito é andar sozinha, se apoiar nos muros e galhos q estarão pelo caminho q um dia, com certeza, a menina irá se deparar com algum outro rapaz humilde.

    bjksss

    ResponderExcluir
  10. Bem... tirando o último parágrafo, me vi totalmente no texto.
    Talvez a vida ainda me traga algumas supresas. rs

    ResponderExcluir
  11. Cara q legal!!!!!!
    Amei teu blog!!!!
    BjO

    ResponderExcluir
  12. oieeee
    bah q show o seu blog
    parabens
    nao sei como nao conheci antes
    bjs e td de bom

    ResponderExcluir
  13. Não se fazem mais contos como antigamente rsrsrs...

    ResponderExcluir
  14. nossa, sei exatamente do que essa garota está falando.

    ResponderExcluir
  15. Eu estou lendo seu blog inteiro... E a cada letra me identifico mais com tudo...

    Meus parabens, por escrever coisas tão lindas...

    Estou me identificando mto com suas passagens na vida... Vc tem uma imaginação privilegiada.

    Eu tbm gosto de escrever, mas ainda ñ tive mta coragem de expor...

    Mas fica aqui, registrado que eu adorei seu blog ate aqui...

    Vou terminar de ler as postagens mais antigas. bjos

    ResponderExcluir
  16. Era uma vez um garoto, companheiro, Humilde, e querido, que cruzou seu caminho, com uma pequena garota, também companheira, humilde e ainda menina. A garota por alguns momentos fez esse garoto feliz. Juntos descobriram milhares de borboletas coloridas em um céu ainda azul, juntos caminharam em verdes gramas, em dias ensolarados, na areia da praia, juntos encontraram o mesmo caminho pra casa, dividiram a mesma cama, tinham os mesmos objetivos, e esperavam os mesmos sonhos da vida.

    Por ironia do destino, eles deixaram de se fazer felizes. Eles seguiram caminhos diferentes. O garoto, por sua vez, seguiu um caminho em que ele acreditou ser festa, um caminho em que ele acreditou conseguir seguir sem a companhia da garota. O garoto a fez sofrer em cada momento que ela presenciava, o espaço que ele prometeu ser dela, ser de tantas outras garotas. O espaço que era dela, ele abriu para outras, que não o queriam tão bem quanto ela.


    A garota por sua vez, parou no tempo. Parou sua vida no momento em que o garoto a feriu. Ela se recusou a seguir, por que doía aquela cama vazia, doía aquele sol que havia deixado de brilhar, a garota chorava por que os dias não começavam mais com o Bom Dia com gosto de preguiça do garoto! Aos poucos ela conseguiu seguir. E se descobriu, forte, capaz, e percebeu que deixou a mascara de menina, pra se tornar uma mulher, bem relacionada, e com objetivos na vida.

    Era uma vez um garoto, arrogante, metido, e falso. Que cruzou com uma menina sofrida, porém feliz. O garoto disse nunca ter mentido para a menina, o garoto disse que faria tudo pela menina, o garoto disse que se arrependeu... A menina ate que tentou acreditar. Mas o garoto novamente tropeçou em suas próprias mentiras. Até que a menina descobriu que o garoto vivia em um mundo de mentiras, por que ele não sabia amar.

    O garoto continua arrogante e metido. A menina continua com aquele sorriso, e com aquele medo de amar.

    Um dia iram se cruzar novamente, e dessa vez as lagrimas do garoto, já teram se tornado lagrimas de homem, e ele ira perceber como doeram as lagrimas daquela garota que as atitudes dele tranformou em uma mulher!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Instagram