icones sociais

lápis de cor.


Não tenho culpa se meus dias têm nascido completamente coloridos. Simplesmente quando eu acordo decido que quero ser feliz, mas alguns ainda cismam em querer borrar minhas cores. Muito menos tenho culpa se o meu sorriso é verdadeiro, espontâneo e acontece por motivos bobos, mas especias pra mim.

Não tenho culpa se meus passos nem sempre são firmes. Eu não sou perfeita. Eu tropeço e caio de vez enquanto, na verdade, caio bastante e isso não me machuca. Tenho certeza que a cada tombo eu consigo levantar mais forte.

Meus olhos tem tido um brilho bem mudado ultimamente. Eles brilham diferente e intensamente à cada dia e começo a me preocupar. Tenho medo da velocidade dessas alterações.

Na minha melhor concepção de 'mundo completo', não consigo entender a existência de algumas pessoas, apesar disso não me preocupar tanto. O que eu menos consigo entender é o porque de certas atitudes. Ok. O mundo não é dos mais justos mesmo.

Ainda sim, tenho bastante lápis de cor e várias pessoas com bastante deles também. Pra quem quiser pintar um pouco mais de alegria na vida, até empresto os meus. Empresto. Só, por favor, não tentem borrar os meus dias. Eles estão ótimos pintados da cor que estão.




Mafê Probst
Engenheira, blogueira e escritora, não necessariamente nesta ordem. Gosta das hipérboles. Geminiana complexa, curiosa e indecisa. Come sushi toda quarta-feira. Coleciona sorrisos, dentes-de-leão, abraços apertados, despedidas de aeroportos e alguns clichês.  Tem um livro à venda. É membro da Academia de Letras de Itajaí, ocupando a cadeira número 7 – Paulo Leminski.

Comentários

  1. teus dias, apenas vc pode guiar-los

    e ah, deixa eles bem coloridos e alegres
    bem melhro assim ;D

    te cuida anjo ;@

    ResponderExcluir
  2. gostei da expressão "brilho bem mudado".

    post gostoso.
    bem up!
    espero q vc continue assim, em ascenção.
    :D

    ResponderExcluir
  3. Luiza Rosajunho 28, 2007

    Oi Maria Fernanda! Eu comentei algumas vezes no seu fotolog, e só esses dias vi que vc mora em Itajaí. Eu faço Geografia em Uberlândia, e vou pro sul em Julho.
    E uma das cidades que eu vou passar é Itajaí. Aí, eu queria algumas sugestões suas do que fazer aí, se possível.
    Se você puder, me passe seu orkut, ou email. =)
    Não sou nenhuma serial killer, nem lésbica doida não.

    =*

    Luiza

    ResponderExcluir
  4. é dessa fê que eu gosto.
    que tem 'n' lápis coloridos e sabe ser feliz sem se importar com o que os outros fazem ou como olham para as tuas cores.

    nada de desânimo e lápis preto e branco.

    amo tu loira.

    ResponderExcluir
  5. Que lindo! Eu sempre fui fascinada pelos lápis de cores "reais". As cores sempre pareceram me animar. Engraçado não?!

    Adorei o post. Muito lindo mesmo!
    Beijo e até mais ;**

    ResponderExcluir
  6. É isso ai: venha, pode vir, hoje eu decidi ser feliz e essa decisão é MINHA!
    Bjitos!

    ResponderExcluir
  7. taí uma menina decidida!

    ResponderExcluir
  8. Mostre a língua pra eles e continue pintando.

    ResponderExcluir
  9. Suas cores são marcantes e únicas!
    Isso mesmo, vamos defender nossa aquarela interior! Adorei!!!!

    Beijão e some não

    Mariliza

    ResponderExcluir
  10. Quero emprestado! Podemos dividir também a tinta guache, os pincéis atômicos e giz de cera, que tal??
    Quanto mais colorido, melhor! Nada de tons pastéis melancólicos e apagados.
    [ ]'s

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Adoro esse texto, e me identifico muito com ele. Encontrei no orkut de uma amiga e vim procurar a fonte... mas como tem por tudo, não tenho certeza se é seu.
    Bem... de qualquer maneira, eu coloquei-o em meu blog, com o link do seu nos créditos.
    Passa lá pra dar uma olhada: http://tatianecristine.wordpress.com/perfil/
    Beijos...

    ResponderExcluir
  12. Olá, Maria Fernanda! Parabéns pelo seu blog, muito lindo. Gostaria de saber se o texto "Lápis de cor" é de sua autoria. Recebi um pps com esse texto, mas sem os devidos créditos. Como gostei muito e gostaria de repassá-lo aos amigos preciso antes de tudo, "dar a César o que é de César". Um abraço,
    Sirlene

    ResponderExcluir
  13. Obrigada pela sua resposta, Maria Fernanda. O texto que recebi (em formato pps e com algumas variações) é o seu mesmo. Vou já enviar, para quem me mandou, o texti original e pedir para reencaminhar somente com os créditos para o autor. Saúde e paz.

    ResponderExcluir
  14. Afinal de quem eh esse texto? Adoro ele e kero postar no meu orkut mas preciso saber o nome do bentido autor ^^

    ResponderExcluir
  15. Você conseguiu derramar cores sobre a minha janela... um texto delicioso de se ler. Parabéns Maria Fernanda.
    Um grande abraço. Amanhã voltarei aqui para continuar lendo...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Instagram