icones sociais

Sobre os sonhos, cheiro de preguiça e o que mais quiseres

Eu já não olho pra trás quando tenho que me despedir de ti. E não sei se tu notas. Dentro de mim, fica apenas uma dor bem doída, uma alma sem aquele teu cheirinho de preguiça, um sorriso inexistente, uns olhos que querem fazer oceanos. Quando tu tens que ir embora é como se o mundo perdesse a graça.

Bem, quase toda a graça...

Dentro de mim, permanece a lembrança das horas mais bonitas ao teu lado.




Mafê Probst
Engenheira, blogueira e escritora, não necessariamente nesta ordem. Gosta das hipérboles. Geminiana complexa, curiosa e indecisa. Come sushi toda quarta-feira. Coleciona sorrisos, dentes-de-leão, abraços apertados, despedidas de aeroportos e alguns clichês.  Tem um livro à venda. É membro da Academia de Letras de Itajaí, ocupando a cadeira número 7 – Paulo Leminski.

Comentários

  1. cheiro de preguiça é bom
    hueahue
    ;P

    beeeijo anjo ;@

    ResponderExcluir
  2. Fê, acho que vou chorar ='(

    Você jura que ao fazer esse post, não se inspirou na minha história?

    Pq menina, tá mto igual! Até a parte do cheiro de preguiça rsrssrsrs.

    Bateu saudades agora (como se eu não a sentisse todos os dias rsrsrs)

    Bjux guria!

    ResponderExcluir
  3. A hora da despedida é a mais triste...

    bjo

    ResponderExcluir
  4. Meu, esse texto caiu como uma luva hj, qdo me despedi de minha namorada e voltei para a minha cidade...

    ResponderExcluir
  5. "Olhos que querem fazer oceano". Adorei, principalmente porque me identifiquei com isso...
    [ ]'s

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    adorei o teu bolg! Despedidas são sempre deprimentes...

    muito bom o texto! ^^

    Bjs ;**

    ResponderExcluir
  7. o bom da despedida é só aboa lembrança!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Instagram