icones sociais

daqui;


Com o tempo fui me apegando a este lugar que chamo de meu. É o meu canto, recheado das minhas palavras. Por aqui já falei de saudades chorosas, já contei histórias e estórias, já derramei lágrimas junto com o céu, já xinguei as noites não dormidas e até já fiz as pazes com a insônia, querida, que vez ou outra aparece para uma visita breve. Mas, no geral, aqui, eu falo de amor. Do amor que veio e se foi, do amor que era ilusão, do quase-amor e das tentativas de ser pra sempre.

Falei dele, do amor, e me declarei, direta e indiretamente. Falei como Sofia, como Alice, como menina, como mulher e até como eu mesma, para alguém que, ao ler, soube que era pra ele. É, eu posso deixar milhões morrendo de curiosidade em querer saber se minhas palavras são reais, são intencionais ou se surgem ao acaso, mas existe algumas, ou até mesmo apenas uma pessoa que lê e sabe bem como interpretar, sabe bem o que quis dizer e para quem eu quis falar. Acontece, em quase todas as 290 vezes que pincelei minhas palavras por aqui.

Já tive o blog verde, bege, branco, preto, marrom, azul, rosa. As imagens já foram espoletas, já foram casais, já foram solidão e já foram vento. Mas era sempre amor. Em tudo, ou em qualquer canto, havia o tal do amor. Vocês, que por aqui passam, sabem disso. Desde que o Drapetomania virou Palavras e Silêncio, eu derramei meus amores, as minhas dores, as saudades e lágrimas. Mas tudo de dentro do coração, dessa carcaça vermelha que mora no peito fazendo um tum-tum melodioso ou, até mesmo, causando dor, só por bater descontrolado.

E foi assim. Letras atrás de letras formaram palavras, palavras por palavras formaram frases e as frases formaram silêncios — os meus silêncios — e aquietaram a minha alma. Alma de menina, alma de mulher, alma de Sofia, de Alice, de Ana, de Maria, de Fernanda. Mas até quando? Por quanto tempo mais o P.S. transbordará amor? Por quanto tempo mais meu coração irá se alojar na ponta dos dedos e pulsar emoções palavreadas? Até quando conseguirei manter o canto meu? E se o coração perder a fala? É, a fala. Porque o amor, esse, não fugirá deste canto que foi reformado inteiramente para ele...
•••

Comentários

  1. E foram histórias muito boas e que valeram a pena seremm lidas. Espero que não deixe esse blog tão cedo.

    ResponderExcluir
  2. Poxa vida! Eu acabo de chegar aqui e vc já tá pensando em abandonar o blog?! =O

    Poxa, faz isso não. Há muito tempo não leio nada tão bonito assim...

    De verdade! Parabéns!

    Bj

    ResponderExcluir
  3. hehehe, mas eu gosto daqui tb, mas vc quem decide sua vida, tente curtir ela cada dia... seja felizzz

    ResponderExcluir
  4. Menina, que texto. Apesar de não ter paciência de ler textos na tela do computador, li e me emocionei. Não abandone o blog, agora você tem mais um fiel leitor.

    ResponderExcluir
  5. que lindo!!!! gostei tanto do teu texto! voce é insone tambem? deve ser o mal do século :)

    obrigada pela visita! aqui volto sempre!

    ResponderExcluir
  6. Não sei por quanto tempo durará, mas sei que demorará para acabar, sinto que você ainda tem muito amor para transbordar. :)
    Bjitos!

    ResponderExcluir
  7. Acompanho você há um tempinho já. Não comento em todos os posts, mas saiba que você tem um profundo admirador das tuas palavras. Parabéns.

    ResponderExcluir
  8. Esse blog é lindo, transpira amor e contagia.

    ;)

    ResponderExcluir
  9. Não, querida. Se leres o post abaixo daquele vai entender q é bom pai mesmo.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  10. Não deixe de nos presentear com palavras tão lindas!

    Bjosssssss!

    ResponderExcluir
  11. Maria Fernanda,

    Entendo perfeitamente esse seu desabafo, esse seu grito entre palavras que deixaram de ser silêncio. Seu modo de escrever é tão lindo quanto o seu sentir.

    Fala pra Alice, Sofia, Ana, que a Maria Fernanda sabe amar o homem dela.

    Beijo grande.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  12. O o P.S transbordará amor até quando teu coração bater, simplesmente porque você não sabe ser diferente, você é essa imagem, e uma bela imagem de amor, traduzida em letras. Bom, sei que você é aquilo que ninguém vê, então fico na torcida apenas que faça o melhor pra ti, ms continue sempre, fazendo com seu amor habitual.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  13. Eu, enquanto sua leitora, me reservo no direito de analizar que seu coração não bate no peito, e sim na ponta dos dedos. Ele sempre vai ficar por aí, eu acho. Pronto pra transbordar e encantar, como sempre.
    Não me deixe órfã de seus silencios, hein!
    Hunf!

    ResponderExcluir
  14. acompanho há alguns meses
    eeu blog é demaais *-*

    ResponderExcluir
  15. Adorei a forma que você resumiu a história de todo seu blog, que ele assim como você sofreu mudam, melhorando pouco a pouco. Espero que apartir de agora eu possa ler mais dessas histórias. Ótimo, Fernanda!
    P.S: Estarei sendo seu seguidor a partir de hoje!
    ;*

    ResponderExcluir
  16. Ah, esqueci de dar nota pela simplicidade e beleza do blog: 10!

    ResponderExcluir
  17. o blog é lindo e as suas palavras são belas. eu optei por trazer o mínimo desse assunto [amor] para as minhas postagens. pois ele mais me faz sofrer do que sorrir.

    ResponderExcluir
  18. Wow!!

    Creio que encanto o coração pulsa, enquanto ele se encontrar com a alma e passear pelo caminho sorriso, o amor há de transbordar e a emoção falar. E ela falará pra todos que quiserem "ouvir" e se permitirem ter cada emoção transformado em palavra dentro de si, palavra essa que nos fará sentir o mesmo que aquele que a expressar.



    gostei daqui ^^

    :0)

    ResponderExcluir
  19. E tudo o que você disse, eu já sabia. E mais: não me importa o até quando. Me importa saber do sempre, ainda que as letras já não atuem com a mesma propriedade.

    Você é amor, Fê.

    Beijoca.

    ResponderExcluir
  20. é que você tem um dom.
    o dom de sentir, transcrever tão bem foi consequência.
    não é que eu ache tudo bonito.
    mas você sente como poucas e por isso
    escreves também.


    que pulse.

    ResponderExcluir
  21. Tudo, tudo que eu acho lindo.
    Você me arrepia sabia?!
    Às vezes é tão lindo, que chega a doer, mas não machuca.
    Eu te leio com amor, também.

    E eu espero que seja sempre assim.

    Beijo (muito) grande.

    ResponderExcluir
  22. Sempre muito bom passar por aqui...
    té mais

    ResponderExcluir
  23. Amor deve ser combustível sempre!!!
    Continue com esse seu bom gosto apurado e esse blog tão emocionante.

    bjoka

    ResponderExcluir
  24. Amor deve ser combustível sempre!!!
    Continue com esse seu bom gosto apurado e esse blog tão emocionante.

    bjoka

    ResponderExcluir
  25. Seus são tão lindos, e eu gostaria muito que continuasse, espero ler vários textos teus ainda, só está começando, e eu tenho certeza que voc~e vai encontrar uma maneira de continuar com algo tão legal como é Palavras e Silêncios.

    Bjim*

    ResponderExcluir
  26. Tua forma de escrever sobre o amor é perfeita e não acredito que um dia isso irá acabar. O P.S. não acabará :)

    ResponderExcluir
  27. Adoro ler-te.Espero que continue nos presenteando com suas palavras.
    Bom fim-de-semana!
    Bjos,
    Paulinha
    PS: Poderia me dizer qual fonte vc usou no header do atual layout?

    ResponderExcluir
  28. Gostei disso que você chama de seu! É amavel, de certa forma!
    Beijo

    ResponderExcluir
  29. Até quando? Até sempre.
    Enquanto teu coração bombeia sangue pra todos os órgãos do teu corpo, o teu sentimento maior - o amor - te dá a vida pra todos os momentos.
    Ser romântica dói, mas é vital.
    Aceita um cafezinho? Expresso.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  30. em tudo tem amor. até o ódio possui entrelinhas de amor para amansar uma alma ferida

    ResponderExcluir
  31. E é desse lugar que chamas de seu que saem palavras lindas, silenciadas ou não. Palavras que transformam-se em suspiros, sorrisos, lágrimas e principalmente em amor.
    Continue a escrever, sempre.
    Esse é o seu dom.

    ResponderExcluir
  32. eei, você não vai embora, vai??

    :(

    ResponderExcluir
  33. Você e seus textos gostosos de serem lidos =D
    Bom, vi alguns protestos sobre você abandonar o blog, mas não foi isso que entendi. Mas enfim, mudar faz sempre bem... e espero que você não pare de escrever (:
    Beijo

    ResponderExcluir
  34. rá. só pra tu saber q eu leio
    ;*

    ResponderExcluir
  35. se é só por isso q a vida vale a pena, né? :D

    ResponderExcluir
  36. Bom, vi alguns protestos sobre você abandonar o blog, mas não foi isso que entendi. [2]
    Adoro as palavras e entendo o silêncio. Acho que o blog serve como um lindo diário o qual guardaremos cada post com muito carinho!
    Adorei esse novo lay, lindo!!!!
    Beijos guria linda!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Instagram