icones sociais

Eu decidi matar você pra mim

Eu decidi matar você dentro de mim. Foi de uma hora para outra, mas resultado de meses de acúmulos de tristezas e frustrações. Não me pareceu certo ficar me corroendo desse jeito, sabe? Eu alimentava algo que me machucava um tanto. Já disse tantas outras vezes: amar você... dói. E se eu sei que dó…

Deixar ir é uma arte


Deixar ir. Desapegar. De momentos, escolhas, pessoas. Muito se fala sobre isso hoje. Temos tanta bagagem, tanto passado, que chega um momento da vida em que nos sentimos pesados. Sentimo-nos sufocados. Deixar ir, então, passa a ser não só uma frase bonita, mas uma questão de sobrevivência.

Talvez seja pra sempre sobre você


Eu tô uma confusão só, um futuro incerto acabou de bater em minha porta. Ele é incrivelmente maravilhoso, possuímos algumas diferenças e eu não queria que fosse de outra forma.

Lágrimas que precisamos derramar


Fechei os olhos devagar, mas ela escapou. Uma lágrima caiu e molhou o travesseiro. De novo. Se me lembro bem, prometi faz dois dias que não deixaria mais nada cair. Caiu. Eu cai também. Virei de bruços numa tentativa de abafar qualquer coisa. Caiu mais quente. Despencou mais rápido. Calou mais fundo. Cada uma era uma. Singular. Nenhuma soma.

Não espera ela ir embora


Não espera ela ir embora pra dizer que você realmente se importa. Que tudo fica bem entre os seus amigos, mas sentiu falta do cheiro do perfume dela naquele fim de semana. Fala que você fica tentando imaginar qual pijama ela está usando quando liga pra dar boa noite. Aliás, aproveita e conta que as noites boas são aquelas em que ela enrosca as pernas nas suas e fica te sorrindo de fininho enquanto faz cafuné. Descreve a paz que você sente, sempre que ouve a sua voz e o seu riso – ela vai gostar de saber.

Paris pode esperar


Pensem num filme leve, simples, daquele sem pretensão alguma, mas que vai nos cativando a cada cena e nos envolvendo a ponto de nos esquecermos da vida real pelo menos por 90 minutos, tempo que ele dura na telinha. Daquele tipo que nos relaxa à beça, mas, ao mesmo tempo, traz reflexões importantes.

Descoberta da semana: Jéf ♥

Eu preciso deixar aqui registrado o meu 'muito obrigada' às maravilhosas playlists que o Spotify faz pra mim, foi graças à elas que conheci o Jéf, um cantor gaúcho da cidade de Três Coroas que faz músicas lindas. É impossível não se apaixonar de imediato. Quer apostar? Dê o play na seleção…

Das palavras mais bonitas


Ressignificar.

Segundo o dicionário, ressignificar é um verbo transitivo que caracteriza a ação de atribuir um novo significado a algo ou alguém.

Como ser racional tendo um coração romântico?

Já faz algum tempo que busco entender a razão e o sentimento que fazem parte de mim. Porque sei que os dois existem. E juntos fazem um bom trabalho. A parte confusa é a intensidade em que se aplicam. Gostaria de ser mais 8 ou 80, me livrar um pouco das indecisões e não ser tão flexível. Descobri qu…

O que muda depois de anos de namoro, enrolo ou casamento.


Eles vivem dizendo nas rodas de amigos que depois que casam a vida a dois não é a mesma, não é todo dia os encontros mais calientes, mas na verdade tem medo de dizer que não é só isso, que precisam mais que isso.

O que é a meditação e como ela vai mudar a sua vida?


Nunca se falou (ou se escutou tanto) sobre meditação quanto nos tempos atuais. Em meio a tanto sofrimento e buscas para entender o que é o ser interior e como isso passa a completar e absorver o exterior, a espiritualidade tem sido um dos maiores meios e mais procurados para ajudar nesse processo.

porto seguro


Eu soube, desde a primeira vez que te vi, que corria o risco de te querer. Talvez pela adrenalina de tudo aquilo; ou só fantasia; ou só desejo bobo, ânsia de provar que. Eu quero. Eu posso. Eu consigo. Ladainha, besteira pura. O fato que eu sempre soube que corria o risco de te querer (e quis), mas deixei guardado lá no fundo do fundo do fundinho da memória pra tentar esquecer. Inventei uma admiração tola, um querer bem de amigo, umas conversas despreocupadas e forcei a me convencer que bastava, que era isso e pronto. Nada mais. Coleguismo e só. Doce engano.

Já não somos os mesmos


Eu sabia que tinha algo diferente e, por mais que minha intuição raramente me enganasse, dessa vez eu custei acreditar que ela estava certa. Foram os detalhes que entregaram, sabe? O tom da voz, a pressa em sair pela porta, o diálogo que foi ficando cada vez mais curto, a cumplicidade que deu lugar a estranheza.

Nos caminhos da vida


Nesta ânsia em ser o melhor do que podemos ser, somos tudo e não somos nada. Criamos expectativas impossíveis de serem supridas, sufocamos em nossos próprios planos.

você tem o controle da própria vida?

Hoje eu decidi mudar alguns hábitos.
[texto copiado dessa foto aqui, no instagram - me segue lá ♥]

Uma publicação compartilhada por MAFÊ PROBST (@mafeprobst) em 23 de Jul, 2018 às 6:35 PDT


Vi nos stories da semana passada a @santanaadriana comentando o que disse para a prima dela: "se você não…

O esforço que a gente faz


Coloquei a sapatilha e levantei. Não lembrava do desconforto que o gesso na ponta dela causa nos pés, mas segurei na barra e meio tímida olhei para o espelho. Lá estava eu. Tudo igual há três anos. Quase tudo. Saia. Meia calça. Collant. Sapatilha. Um aperto nos pés. Um aperto no peito.

Eu não posso voltar a ser tua, porque eu comecei a ser minha


Vê: o sol que nasce lá fora já não é mais o mesmo. As cortinas foram trocadas ou redesenhaste o céu?, tu me perguntarás atônito. Eu sorrirei com os olhos pacientes e a ternura costumeira quando disser que em ambos os lados reside a resposta. Meu endereço já não é mais o mesmo, agora tu sabes. Mas não apenas as paredes do apartamento estão diferentes – o universo do outro lado também se alterou por inteiro. Comprei até uma nova armação de óculos, gostaste? – não obstante ouvir o médico apontar que minha hipermetropia estagnou.

O que me encanta

O simples. O pouco. O natural. O aqui. O agora.

Sabe, estou sem paciência com quem complica demais, com quem foca nos problemas ao invés de se dedicar as soluções. Tolerância zero para aqueles que programam tudo.

Gente, isso aqui é vida, e vida não é fórmula matemática não; definitivamente e…

Algo nele me assusta


Ele tem um humor peculiar, um cinismo no jeito de falar e diz as coisas sem muito rodeios. É daqueles caras que vão direto ao ponto, que não perdem tempo com pirraça, que não tem paciência para joguinhos, que não se permitem enrolar uma história por impaciência mesmo. Ou, vai ver, é só a ansiedade, que faz as horas correrem mais rápidas que o relógio convencional consegue rodar.

7 APPS que não vivo sem


Os aplicativos abaixo ajudam a melhorar minha produtividade no trabalho, minhas relações e minha qualidade de vida no geral. Adoro deixar as coisas organizadas, no jeito para quando surgir uma dúvida, bato olho e lá está a resposta. Por isso, controlo o que posso no meu dia a dia. Parece loucura? Talvez sim, mas a tranquilidade que ganho em troca, compensa muito.

A hora do adeus


É, eu sei, esses momentos não são muito favoráveis para nenhuma das partes. Também sei que as lembranças vão passando como um filme, nos lembrando porque durou tanto. Eu sei que as coisas permanecem as mesmas e que o percurso não mudou, quem sabe esse seja o problema.

Em busca de outros HEXA's


15 de julho de 2018, acabou a Copa do Mundo.

Durante um mês o mundo se voltou para a Rússia, todos os noticiários com cobertura total ao maior evento do futebol que acontece de quatro em quatro anos. Bom, realmente é um mega evento, e particularmente eu adoro. Sou fã de futebol, tive uma infância assistindo meu pai no seu esporte de final de semana, assistimos a final da copa de 94 (eu tinha 3 anos de idade), sofremos juntos em 98, quando Zidane e companhia acabaram com o sonho do penta. Vibramos juntos em 2002 ao ver um grupo se fortalecer a cada jogo e mostrar que individualidades, quando unidas por um objetivo, formam um conjunto que conquista o lugar mais alto do pódio.

não é simples


Não é. Não é mesmo simples assim. Eu estalo os dedos, mas as dúvidas ainda correm pra mim.

tudo foi verdade


Eu queria te dizer que tudo foi verdade. O toque, a lágrima, o sorriso, a entrega. Tudo que nos envolve, foi de verdade. Não poderia ser atriz e fingir tanto, fingir tudo. Você sabe. Eu sei que no íntimo, no lado mais bonito do coração, você sabe. Tem sentimento que não se esconde, tem amor que não se disfarça.

Gordinha não!


Eu estava na praia tirando umas fotos maravilhosas da minha cunhada de catorze anos. Ela é magra, toda trabalhada nos cachos e na pele macia (ah, meus catorze...) Eu a acho linda. Ela nunca se acha bonita — na realidade ou nas fotos. Sempre tem algum defeito. A cada clique eu pedia, secretamente, que ela se enxergasse através dos meus olhos e visse o quanto é maravilhosa. Com o nariz que ela detesta, com a sobrancelha que nunca foi tirada, com o cabelo foda e lindo que eu sempre quis ter, mas minha mãe infelizmente engravidou de um cara branco (fazer o quê).

Namastê e os laços entre nós


“Namastê”, em uma de suas diversas interpretações, quer dizer algo como “a divindade que habita em mim saúda a divindade que habita em você”. Esse conceito é lindo é bem ilustra toda uma filosofia de pensamento. A filosofia de que somos todos um, parte do mesmo universo, irmãos de coração e de alma.

Eu faço idealizações, desculpa

Primeiramente me deixa confessar uma coisa: não sei lidar.

Estou tentando ir direto ao ponto, que é pra ver se por tudo para fora de uma só vez torna as coisas mais fáceis. Ou não tão difíceis. E não, não é a mesma coisa. O fato de algo ser menos difícil não o torna fácil. Assim como não é esse texto. Está quase um parto (ou nem tanto assim). E cada linha que vou escrevendo, sinto as bochechas corarem e a vontade de fechar a tela, apagar a história, sair assoviando sem ser vista. Sei lá, qualquer coisa.

Permita-se


E, de repente (ou não tão de repente assim), acontece.

A gente se olha no espelho e não se reconhece mais. Como se não tivesse sobrado nenhum traço ou vestígio de quem já fomos um dia. Aquela imagem refletida agora é de alguém totalmente novo ou estranho. Muito prazer!

Sexta-feira 13, bebê ♥

Sexta-feira 13 caindo no meio de julho, num dia super frio (pelo menos aqui no sul tá de congelar), pede filme e pipoca, certo? Certo. Assim, pedimos sugestões de filmes lá no @mafeprobst e seguem dicas expertas de filmes para assistir hoje a noite — agarrado em alguém, porque Deus nos livre de te…

Questão de tempo

Ele é engraçado. Faz com que percamos a paciência, fiquemos ansiosos e com a respiração ofegante sem saber o que está por vir.

Por vezes nos fez triste, sem entender ao certo o porquê dos acontecimentos e demorou pra chegar, ou quem sabe para ir embora.

Ele fez com que crescêssemos e passássemos a…

A lembrança da fotografia que ela tirou

— Ei, menino! Sente-se aqui do lado do vô. Te acalme um pouco dessa pressa de ralar o joelho e perder a ponta do dedão. Olhe só para essa laranjeira, o vento vai bater e o perfume vai se espalhar. Shiu, escute e olhe, apenas.

— Mas vô, que papel é esse na tua mão?

— É uma fotografia, vê?

— Hum (…

Olga


Outubro de 2004, minha prima me convida pra ir ao cinema assistir ao filme Olga, trago para vocês um poema que escrevi naquela ocasião em meio às lágrimas que caíam dos meus olhos ao ver todo o sofrimento de judeus perseguidos por Hitler. Já vi o filme várias vezes e não teve uma delas em que não me emocionei. Até agora mesmo ao repassar o poema para o computador, caiu um cisco no olho. Se tiver a oportunidade de assistir, assista! Um abraço ao personagem feito por Camila Morgado e Caco Ciocler.

Para de pedir desculpas pelo que você não fez


Uma amizade se desfez, o amor da sua vida se tornou o “ex”, alguém que você sente falta já prosseguiu com a vida tem mais de um mês.

Não me olha desse jeito bonito, moço

Ô seu moço, não me olha desse jeito bonito não. As pernas bambeiam sempre que você me encara desse jeito, meio apaixonado, meio com sede, meio com fome, meio querendo mais. É que também quero demais, entende? E ver você me encarando desse jeito bonito me faz acreditar que amor existe e eu jurei, n'outra vida, que eu não acreditaria mais nesse trem não... Então faz favô, seu moço, não me olha desse jeito bonito, desse jeito de pulsar esperança boba e de suspirar tresloucada por qualquer canto. Pode não, seu moço.

O que você tem feito para ser sua melhor versão?

Maturidade é quando você entende que fazer piadas diminuindo ou menosprezando outro ser humano não te torna melhor do que ele.

— Mas, Gi, você fazia essas mesmas piadas tempos atrás e agora tá julgando os outros?

Eu já fiz e falei muitas coisas das quais não me orgulho e que hoje eu não repetiria…

Em busca de uma nova caminhada


Caminhei. Caminhei até meus pés sangrarem. Caminhei até não aguentar mais. Parei. Chorei. Desesperei-me. Indaguei por que aquilo estava acontecendo comigo.

Para visitar: CARAMELODRAMA, Curitiba

Na segunda-feira, dia 09, tive a sorte de poder dar um pulinho em Curitiba para um job mara ♥ Depois do dito, resolvemos conhecer a Caramelodrama, da Chef pâtissière e boulangére Carolina Garofani. A confeitaria fica instalada numa charmosa casinha e encanta em todos os detalhes — e no sabor! Já e…

Instagram