icones sociais

A vida vem me lembrar que sou ansiosa


Às vezes a vida vem lembrar que sou ansiosa. Que não tenho o controle sobre mim tanto quanto gostaria e que, vezenquando, não lido com as coisas de forma tão plena como deveria. Eu tenho vergonha de admitir e me sinto boba por isso. Não é algo que eu escolho sentir, sabe?

Ainda assim, eu tento esconder de tudo e de todos, porque não gosto daquele olhar de 'que pessoa fraca' caia sobre mim. Sei lá, eu sinto o julgamento o tempo todo. E isso me leva à uma autodepreciação que só gera mais e mais ansiedade, um ranger de dentes alucinado, uma dor no estômago bem idiota e os olhos o tempo todo marejados, arregalados e com a pupila dilatada.

(...)

Eu gosto demais das coisas que venho fazendo. Gosto demais dos desafios que aceito, dos prazos, da correria desenfreada que é a vida. Não me vejo ansiosa porque tenho medo; ou porque não me sinto capaz; ou qualquer outra coisa que me desmereça, mas, vezenquando, a ansiedade tá ali, querendo me consumir inteira, querendo me engolir e me paralisar; e sigo driblando e controlando e fingindo que não dói, que essas sensações não assustam.

E dá vergonha. Por me ver assim. Não deveria, eu sei, mas quem é que controla?

Comentários

Instagram