icones sociais

O QUE VOCÊ ESTÁ ESPERANDO PRA VIRAR A PÁGINA?


Então ele tá pegando cada pedacinho de resto de caco de pó de coisa boa que existiu entre vocês e tá diluindo nas merdas que ele fala e faz? Tá, isso é uma porcaria! Mas você não precisa ficar de camarote vendo as lembranças bonitas se dissolvendo, principalmente quando enquanto ele as destrói você tenta alimentá-las e acaba desnutrida de amor próprio.

Tá despejando sentimento no potinho errado, gata.

Okay, você não tá afim de cultivar um sentir pesado e ruim por ninguém? Não tem problema. Cada um lida com as merdas da vida — e das pessoas, de um jeito diferente e não é porque a amiga do teu lado passou a odiar o ex e seguiu em frente linda e bela que com você vai ser do mesmo jeito. Você se conhece melhor que isso, né? Então sabe que não vai adiantar maldizer a criatura ou imprimir vários alvos com a cara dele e ficar quebrando copos na parede.

Numa dessas quem se corta é você e o bonitão tá lá, de boca em boca, de corpo em corpo, de copo em copo bebendo as lágrimas que você chora escondida, vendo o que um dia foi motivo de suspiros se tornar falta de ar, bronquite aguda.

Respira, mulher. Estufa o peito. Não precisa odiar. Pode guardar sua caixinha das coisas boas, aquelas que te fizeram bem, e seguir em frente do mesmo jeito. Dá pra superar sem pirar. Dá pra colocar um pé na frente do outro e caminhar sem o peso de tentar descobrir como alguém tão... único (?) se tornou tão idiota da noite para o dia. E, pra falar bem a verdade, não acho que alguém se torne tão idiota assim, de repente, entre um gole e um adeus. Vai ver era só um astigmatismo temporário que te impedia de enxergar mais e mais, a cada passo que ele dava em sua direção.

Só deu pra ver quando ele te largou numa esquina qualquer, ou quando ele não correu pra te abraçar quando 'cê mais precisava. Quando você olhou pra ele, do outro lado da mesa do bar e ele tava ocupado no celular falando com mais alguma menina de quem pretende se aproximar até que ela o veja como você o viu. Até que ele esteja tão perto que dê pra sentir o mesmo perfume que você sentiu, o mesmo timbre que te estremeceu e os mesmos olhinhos que te derreteram. E é bem provável que ela passe por tudo que você passou. Ou não. Não dá pra saber, então chega de quebrar a cabeça. Chega de sair sempre no vermelho, pagando todas as contas desse quase-amor mal passado.

Paga a conta pela última vez, mas levanta. Sai. Esbarra no espelho no caminho de saída desse ciclo vicioso e, se quiser, pode derramar ainda uma ou outra lágrima ao som da trilha sonora de vocês. Só mais uma vez. Mas saia de cabeça erguida, com a respiração leve e a certeza de que mandá-lo se foder e seguir em frente foi a melhor coisa que você fez.

Porque diferente de tudo que deixou de lado — incluindo sua intuição, dessa vez você fez pela única pessoa que não pode deixar de amar: você. Vê se deposita amor no pote certo dessa vez.

Comentários

Instagram