icones sociais

É preciso deixar ir

escrito por Jel Sousa

Entender o momento certo de dizer adeus a tudo que idealizamos dói. Só de pensar que agora, realmente, tudo que nunca foi nunca poderá ser, deixa o coração apertado de um jeito que nem sei. Me apeguei ao que poderia ter sidoEra tão lindo. Mas não deu.
E tentar incessantemente encontrar os motivos para isso ter acontecido talvez deixe o processo ainda mais doloroso. Chega um momento em que, simplesmente, não há mais explicações. A racionalidade dos porquês é suplantada pela simples constatação de que é preciso deixar ir. Ele. Os sentimentos. As memórias vividas e as criadas. Essas, muitas vezes, mais dolorosas, cheias de sonhos, músicas de fundo e um tom bobo e rosado que não se encontra mais nem mesmo nos filmes mais românticos, mas segue firme no coração tolo de quem insiste em se apaixonar.

Existem coisas na vida que não eram pra acontecer e não acontecem mesmo. E sua esperança irrefreável não vai mudar o resultado final. Essa é a hora de aceitar o fim, mesmo que sem começo, e deixar partir. Então vai lá. Adeus.




jel sousa
Amiga íntima das letras e livros desde cedo, seria surpreendente se não encontrasse na escrita sua forma de expressão natural. Com um quê de psicologia amadora, é apaixonada pela complexidade do ser e sentir. Produtora de moda, consultora de imagem, advogada e futura designer de moda.



Comentários

Instagram