icones sociais

Quando amei dois corações

escrito por Camila Santos

Eu te amo e eu te amo. Não, não estou repetindo, digo isso olhando nos olhos de duas pessoas totalmente diferentes. Sim, confesso este, talvez, "pecado" e aceito os julgamentos. Também já o fiz e talvez por isso esteja "pagando a língua".

Porém, quando dei por mim estava em um campo aberto, sem nenhuma proteção enquanto o céu anunciava chuva e os raios eram lançados, e quem afirma que "um raio não cai duas vezes no mesmo lugar" está errado.

Fui atingida por um sorriso tímido e uma risada escandalosa, por um passeio de mãos dadas e um acampamento no quintal. Por beijos discretos e outros ardentes, mas que me completavam de tal forma que simplesmente não pude escolher.

Sim...

Eu amo o jeito extravagante e impetuoso e, em contrapartida, a calmaria e a timidez que me cerca.
O romantismo de diferentes formas, em diferentes timbres. E não me atrevo a dizer que a junção dos dois seria o resultado perfeito, pois o que sinto não pede perfeição, é carga elétrica correndo pelas veias, paixão em todo o sentido da palavra.

Meu coração dividido ao meio abriga dois nomes, dois perfumes, vários trejeitos, manias e imperfeições e eu poderia até me sentir culpada se não fosse pelo fato de não ver culpa alguma.  Acredito que, pelo menos, uma vez na vida amaremos duas pessoas ao mesmo tempo, com a mesma intensidade e desejo...

Essa é a minha vez.

Mas se existir um crime que seja por amar demais...Culpada! Sem chance de defesa, estou presa mesmo em dois amores e acredito que nem tão sendo deles estarei livre...

Assim espero.



camila santos
Bailarina, escritora e apaixonada por café. Aquariana de coração quente. Fã de sorrisos, gentileza e chocolate. Sou tudo aquilo que cabe em mim. E o que não cabe, deixo aqui nas entrelinhas.

Comentários

Instagram