icones sociais

A gente fica por aqui


Quando te vi pela primeira vez os meus olhos sorriram primeiro que meus lábios, me senti invadida por uma onda de energia boa, era como se fosse o meu dia de sorte. Eu não podia prever o quanto eu me apaixonaria por você. E nem mesmo o quanto eu teria medo do amor a partir daquele momento.

Você sempre foi o meu divisor de águas. A vida nunca mais foi a mesma, eu te quis mais que a mim mesma, eu tentei me encaixar exatamente dentro do seu padrão. Aos poucos fui abaixando meu tom, mudando meus pensamentos, desfazendo de alguns hábitos, me policiando para não errar. Virei uma versão genérica de alguém fútil e triste.

De todas as maneiras calculadas, eu pensei que estava prestes a te conquistar e, sempre que minha expectativa ia além, você tirava o chão dos meus pés. Perdi as contas de quantas vezes cai e, de ferimento em ferimento, hoje me desfiz.

Desfiz essa ideia fixa de que a gente se pertence, não era pra ser e é melhor eu seguir antes que eu me machuque mais. Se é que é possível, não é mesmo?

Foi com esse pensamento que me despedi de você com um abraço.Você não sabia, mas naquele momento eu prometi a mim mesma que seguiria em frente, talvez você notasse a mudança, talvez não.

Tudo começou a fazer sentido quando eu retirei uma rosa da roseira por vaidade. Coloquei em um jarro e deixei em minha mesa, aos poucos ela murchou, perdeu a cor, a beleza e a vida. Então eu entendi, quando arrancamos algo de onde realmente pertence, nada mais faz sentido.

Não posso mais arrancar de mim sentimentos para te dar, pois chegará uma hora que, assim como a rosa eu também irei murchar, sendo assim, segui.

E nós ficamos por aqui...



RE VIEIRA
Uma escorpiana formada em direito, apaixonada pela vida, pelas palavras, por músicas e pessoas legais. Ela acredita que a vida é um sopro e, por isso, escolheu sobreviver jogada na adrelina de uma rotina nada organizada, andando por aí de mãos dadas com a liberdade.

Comentários

Instagram