icones sociais

Amor em 3 minutos


Não, não estou falando do Nissin miojo (salvador das noites e dias em que não queremos ir pra cozinha fazer nada). Esse eu aplaudo de pé, no melhor estilo (galinha caipira). Para esse outro "amor", eu guardo minhas palmas nos bolsos e me nego a concordar e aprovar.

Hoje em dia amar é tão fácil e rápido que desconfio não ser necessário nem mesmo 3 minutos pra tal feito. As pessoas amam de forma intensa, desenfreada, desesperada e falsamente eterna, acreditam e fazem o resto do mundo — que não é lá muito inteligente — acreditar também.

Se declaram como se não houvesse amanhã e deixam claro que o que sentem não é "imortal posto que é chama".

Pois, me desculpem os corações apressados, hoje paixão é denominada como amor, assim como o tamanho 38 é denominado 36. Vemos frases do tipo "Não falta amor, falta amar" mas, poderia trocar para: "Não falta amor, falta amar... De verdade."

Amor é detalhe, é descoberta diária, é pesquisa anual.

Amor é mais que dividir a cama, é dividir a companhia pra ir no médico, é gastar os créditos e perceber que quando acabam, não se saiu perdendo nada.

Amor é mais que uma semana de felicidade sem ter visto a pessoa em seus piores dias de nariz entupido, é mais que uma viagem tendo o mar e o céu estrelado como cenário, é mais que pele e desejo.

Amor é tudo aquilo que vem depois disso.

E, a não ser que você seja apaixonada(o) por um macarrão instantâneo, acredite... você não vai ter isso em 3 minutos.



camila santos
Bailarina, escritora e apaixonada por café. Aquariana de coração quente. Fã de sorrisos, gentileza e chocolate. Sou tudo aquilo que cabe em mim. E o que não cabe, deixo aqui nas entrelinhas.

Comentários

Instagram