icones sociais

Quero minha vulnerabilidade de volta

escrito por Jel Sousa
Sabe aquela sensação de choro preso? Quando a gente quer, mas não pode, porque não é socialmente aceito naquele momento? Eu sei o que é isso por mais tempo do que gostaria. Não sei precisar em qual momento da minha história, mas algo aconteceu que me tornou incapaz de simplesmente chorar.

Se nunca fui muito de chorar de alegria, agora nem mesmo de tristeza sou acometida por tamanha graça. O peito aperta de um jeito. Vez ou outra, até forço para ver se vai. Mas não. Nada. Deve ser mesmo um elevado nível de repressão não se permitir sentir a esse ponto. Tá aí, acho que entendi a questão. Já senti tanto, dores tão profundas, que talvez a fonte tenha secado.

Acho que estou escondida atrás do meu racionalismo. Ah, como sou um ser elevado por me apegar à racionalidade dos fatos ruins para explicá-los a mim mesma e, assim, evitar o inevitável sofrimento. É, acho que não. Cansei de ser elevada assim, só quero minha vulnerabilidade de volta. Nunca tinha entendido tão bem a importância de expressar o sentir como agora. Só quero ser frágil de novo.




jel sousa
Amiga íntima das letras e livros desde cedo, seria surpreendente se não encontrasse na escrita sua forma de expressão natural. Com um quê de psicologia amadora, é apaixonada pela complexidade do ser e sentir. Produtora de moda, consultora de imagem, advogada e futura designer de moda.



Comentários

Instagram