icones sociais

Um desabafo sobre o que eu sinto por você

escrito por Tamara Pinho


Como um vício eu só penso em você, a ponto de perder a noção da minha realidade. Hoje acordei, mais uma vez, pensando em você. Me lembrei daquela mensagem que respondi correndo enquanto estava na fila do banco, e me arrependi por não te dado mais atenção, mas agora já passou, outros assuntos foram surgindo em cima desse que acabou se tornando algo com menos importância.

Eu queria ter te respondido melhor, ter dito que eu também me sentia assim quando você estava por perto e que queria que fosse cada vez mais frequente, pois eu estava começando a me viciar em você. Mas só o que você recebeu foi um emoji de coração.

Saiba que dentro desse coração existem diversas palavras que não foram ditas, mas que são sentidas. A minha dificuldade em me expressar verbalmente é um pouco culpa sua, que me tira o ar toda vez que está por perto, seja fisicamente ou virtualmente. Eu sinto sua vibração tão forte que perco os meus sentidos e só penso em você. É como uma droga que me dopa, mas dopa de paixão, carinho e aconchego.

Me desculpa se eu não digo essas coisas na sua frente, se fico corada a cada vez que você me elogia e não sei como retribuir. Desculpa se eu corto suas frases com um beijo, ou peço um abraço mais forte.

A verdade é que eu queria que você sentisse por meio das minhas ações o que eu não consigo expressar. Que cada beijo é mais do que um beijo, são muitas palavras que estão guardadas e que não consigo fazer com que elas saiam da minha boca. Que a cada abraço longo, a minha vontade é de não soltar mais e te pedir para ficar aqui mais e mais tempo. Não quero que você vá.

Posso não ser boa com declarações ou demonstrações, mas sinto o mesmo que você. E a cada dia, quero mostrar ainda mais a você o quanto eu estou envolvida, o quanto sua ausência me dói, e o quanto eu quero você mais presente na minha vida, até que um dia se torne a nossa vida.



TAMARA PINHO
Antes de tudo pisciana! Sou jornalista e moro em BH/MG, escrevo sobre tudo e sobre todos, principalmente os desamores que insistem em aparecer, mas que pelo menos nos inspiram a escrever. Não lembro bem quando comecei a escrever a verdade é que sempre o fiz, é natural. Gosto de falar sobre signos (novidade), e os uso para explicar quase tudo o que acontece. Se quiser saber se mapa astral é só falar comigo, se quiser ler meus textos é aqui mesmo!

Comentários

Instagram