icones sociais

Deixando de ser nós para ser eu

escrito por Tamara Pinho
É tão bom ter você aqui por perto, me dizendo o quanto somos bons juntos, é gostoso te ver acordar com a cara amassada e me dizendo bom dia, ainda com aquela voz de sono que vai durar por algumas horas até que você consiga se localizar ao longo do dia.

Gosto de quando saímos da rotina e vamos a lugares que não estavam programados, mas que acabam nos surpreendendo. Já me acostumei com seu cheiro no meu travesseiro, que se mistura ao amaciante das fronhas recém lavadas.

Eu não percebi quando estar junto se tornou mais rotineiro do que antes, que raro mesmo é quando não estamos mais juntos. Não vi quando a nossa necessidade ficarmos ao lado um do outro superou qualquer distância e que não importa mais qual é o dia da semana, não precisamos mais esperar que chegue um feriado ou fim de semana para nos encontrarmos.

Não digo que isso é ruim, só mostra o quanto é bom dividirmos a vida, mas o que era novidade foi caindo na rotina. Logo eu, que sempre gostei de rotinas, me vejo sentindo falta de desafios, de frio na barriga. Sinto que esse é o momento. Não duvide do que eu sinto por você, pois é exatamente por isso que eu digo isso.

A nossa liberdade é o que importa agora, precisamos ser dois para que possamos nos completar. Precisamos ser eu e você, mais do que precisamos ser nós.

Por isso, com lágrimas no rosto, que eu digo que preciso me reencontrar em mim mesma, para que eu possa então te reencontrar. Mas antes que tudo fique desgastado, que tudo o que temos de bom vá se dissipando, antes que a rotina nos consuma até sermos dois amigos, eu preciso libertar as minhas asas que estão presas e buscar, ainda não sei o que, mas algo que vai me tornar melhor, melhor para eu mesmo, para que então eu possa estar inteira para você.

O que nos une é maior do que qualquer coisas, por isso, que sei que quando eu encontrar o que procuro, te (re)encontrarei. Não existe outro lugar para mim que não seja ao seu lado, mas ainda não é agora.



TAMARA PINHO
Antes de tudo pisciana! Sou jornalista e moro em BH/MG, escrevo sobre tudo e sobre todos, principalmente os desamores que insistem em aparecer, mas que pelo menos nos inspiram a escrever. Não lembro bem quando comecei a escrever a verdade é que sempre o fiz, é natural. Gosto de falar sobre signos (novidade), e os uso para explicar quase tudo o que acontece. Se quiser saber se mapa astral é só falar comigo, se quiser ler meus textos é aqui mesmo!

Comentários

Instagram