icones sociais

Como é a carreira jurídica?

escrito por Jel Sousa

Se você está pensando em fazer Direito para ter uma vida empolgante como nos seriados americanos, pare agora ou arrependa-se para sempre. Vou te dizer tudo que eu gostaria de ter ouvido antes de começar a faculdade de Direito.
Cobiçada por muitos e sonho de qualquer família, fazer Direito há muito tempo não é mais um caminho direto para o sucesso e dinheiro. A faculdade em si pode ser muito chata para quem não está disposto a ler muito. Claro que os livros passam longe de ser aquele romance gostosinho que lemos em uma sentada. Aprender de verdade sobre leis é maçante, esteja preparado para enfrentar várias interpretações de apenas um artigo de lei. Por que não escreveram o danado de modo mais claro para não precisar de tanta teoria? Quem souber, me avise.

Mas calma, nem tudo é irritante! Entender o funcionamento de diversas interações sociais que nos rodeia é ótimo! Suas relações de consumo com certeza nunca mais serão as mesmas depois de perceber que você pode sim ir atrás dos seus direitos.

O mercado de trabalho está saturado. Existem muitos advogados, muitos processos, menos servidores do que deveria e, com isso, advogar é uma luta diária. Idas ao cartório das varas apenas para pedir um "por favor, dê prioridade ao meu processo" se tornou um hábito comum, ainda que tenha um total de zero fundamento jurídico. Com a quantidade imensa de demandas a serem julgadas e muitas das chamadas aventuras jurídicas (o "vai que cola" de processos sem tanto fundamento assim), a depender da área que você atue, seus honorários não serão dos melhores, por isso é preciso focar na quantidade de ações.

Com muita oferta de emprego, acontece o que todos sabem: baixos salários. Escritórios de advogados costumam pagar pouco e ofertar em troca muito serviço. Mas se você deseja ser um profissional autônomo, vale a pena um tempo de experiência para entender o mercado e se aventurar sozinho. Começar do nada é difícil e demora um bocado para se ter clientes suficientes para pagar as contas de casa.

Os concursos públicos estão abarrotados de interessados, afinal todo mundo quer uma oportunidade de emprego estável e que pague bem. Mas, até chegar lá, é preciso ultrapassar um período de estudos que exige aquela famosa tríade do atleta moderno: foco, força e fé. Não é qualquer um que tem estrutura psicológica e possibilidade financeira de parar a vida para estudar todo santo dia.


Vale a pena um alerta: não se esqueça que, depois do concurso, você vai precisar exercer aquela função diariamente, então reflita: ela vai te fazer feliz? Tem muita gente focando no dinheiro no final do mês e esquecendo da trajetória até ele.

Nunca te direi para fazer ou não fazer Direito, mas peço que se pergunte algumas coisas: eu me vejo exercendo isso para sempre? Eu gosto dessa rotina de trabalho? Estou disposto a superar todos os problemas da profissão?

Se suas respostas estiverem sempre focando no suposto enriquecimento, sugiro que aborte a ideia. Existem muitas áreas pagando muito melhor para profissionais iniciantes.

Vá em busca da sua realização e sucesso!



jel sousa
Amiga íntima das letras e livros desde cedo, seria surpreendente se não encontrasse na escrita sua forma de expressão natural. Com um quê de psicologia amadora, é apaixonada pela complexidade do ser e sentir. Produtora de moda, consultora de imagem, advogada e futura designer de moda.



Comentários

Instagram