icones sociais

Tente mais uma vez

escrito por Carol Pedrosa
Tento não antecipar. Muita coisa pode acontecer entre o cenário de minha imaginação, e a realidade dos fatos. Porém, não consigo deixar de imaginar. Mil possibilidades surgem a partir de uma escolha: tentar.

Deixo o medo de lado, ou melhor, faço as pazes com ele. O medo pode ser meu aliado, avisa-me quando estou em perigo. Porém, também me segura do lado de cá, e já me acostumei com a grama, cujo verde está bem desbotado.

Então, acompanhada de meu novo amigo medo, atravesso a porta. Abro-a para as possibilidades do ser e do existir.

Não sem antes despedir-me de algumas coisas. Despedir-me do que me faz mal, principalmente de quem me faz mal, ou, ao menos, de quem já não me faz tão bem. E mais importante: despedir-me de partes de mim que não mais se mostram compatíveis com quem eu sou.

Do outro lado da porta, só consigo estar se for mais leve e, por isso, muito deve ficar para dar lugar ao novo. Eu sei, eu sinto, prevejo a hora de deixar a roda rodar. Prevejo a hora em que tenho que abrir a possibilidade do novo, e tudo o que vem com ele.

O medo agora é de não mudar rápido o suficiente, então lembro da paciência, da fé, da confiança no universo e em tudo no tempo que é pra ter - seja ele qual for.

Enquanto isso, sigo vivendo. E de porta em porta, de medo em medo, vou redescobrindo-me, amando, criando e sendo. Existindo nesse mundo só meu, um passo de cada vez, nunca esquecendo que o mais importante é tentar.



carol pedrosa
Ariana, apaixonada pela vida e pelas palavras. Não acredito em definições, mas em transformações. Em ser cada dia uma versão melhor de mim mesma. Em viver no agora, sem medo de arriscar. Acima de tudo, acredito no amor. 

Comentários

Instagram