icones sociais

Agora sou meu próprio padrão

escrito por Carol Pedrosa
Parei.

Cansei de tentar me enquadrar em padrões que a sociedade (quem é ela?) entende como aceitáveis. Agora sou meu próprio padrão.

Cansei.

Não mais quero pôr pessoas em caixas, tentar colocá-las dentro de requisitos irreais e absurdos que elegi. As melhores pessoas não seguem uma receita de bolo, são únicas, mutáveis, e perfeitamente imperfeitas.

Chega.

Idealizar o futuro, o meu futuro não dá mais. Prefiro vivê-lo, cada alegria, cada sofrimento, cada agrura da existência. Planejar, sim, porém me permitir viver o caminho. Do mel ao fel da vida, quero me lambuzar de tudo o que ela tem a oferecer.

Agora, abro portas que sequer sabia que existiam, traço caminhos em matas fechadas. Pego carona para lugares desconhecidos, sigo meu coração. Não me restrinjo por limites que só existem na minha imaginação.

Hoje, existo, vivo, choro, sofro e me permito. Aceito que não temos controle de tudo. Aceito que a vida é imprevisível, que as pessoas que achamos que iam ficar para sempre às vezes vão embora e que outras, que chegam inesperadamente, ficam para sempre, ainda que apenas em nosso coração.

Entendo que o amor não tem lógica nem explicação, e por isso é tão especial.

Que é preciso amar-se em primeiro lugar, ter fé e coragem na vida e seguir em frente, no seu tempo, do seu jeito.

Hoje, sei que tudo passa, que a vida acaba e que dela não levamos nada.

Então, dispo-me de tudo, a fim de que do nada permaneça apenas o que é importante e necessário. Jogo tudo para o alto, e agarro apenas o que remanesce: amor.




carol pedrosa
Ariana, apaixonada pela vida e pelas palavras. Não acredito em definições, mas em transformações. Em ser cada dia uma versão melhor de mim mesma. Em viver no agora, sem medo de arriscar. Acima de tudo, acredito no amor. 

Comentários

Instagram